Moskit Autopilot: nosso feliz 1º de Abril

Moskit Autopilot: nosso feliz 1º de Abril

O primeiro dia do mês de Abril é conhecido pelas suas famosas pegadinhas.

E não é de hoje que empresas de tecnologia aproveitam este clima para pregar peças e estimular a imaginação do seu público. O Google, por exemplo, coleciona um verdadeiro museu de brincadeiras criadas no Dia da Mentira, chegando a publicar 22 pegadinhas num mesmo ano.

Uma das mais icônicas pegadinhas e que deixou muita gente acreditando, foi o produto chamado Google Nose, que seria capaz de transmitir cheiro através da internet.

Brincadeiras assim não servem apenas para divertir o público, mas como equipe, trazem um potencial de desafios interessantes de serem explorados. Na prática, a empresa ainda precisa criar uma campanha, um conceito e uma identidade para o produto, explorando todo trabalho criativo do time mesmo que o produto de fato não exista.

O Moskit.Autopilot

A ideia de uma brincadeira para o 1º de Abril chegou em cima da hora. Durante nossa reunião de pauta, faltando 1 dia útil para o lançamento, achamos que valia a pena e decidimos pensar em algo.

Em 40 minutos de conversa já tínhamos a ideia, o roteiro e os próximos passos, tudo para ser feito sexta-feira e publicarmos na segunda.

A lista básica, sem descer em detalhes foi:

  • Filmagem com ator (Nicolas Erwig, vendedor do Moskit)
  • Tomadas de voz para edição
  • Criar uma identidade visual para o produto novo
  • Criar as telas do produto para gerar convencimento
  • Produzir um email de lançamento
  • Inserir banners e avisos da novidade dentro do site
  • Inserir aviso dentro da aplicação
  • Escrever os textos das peças de divulgação
  • Criar as animações para compor a edição do vídeo
  • Landing page do produto
  • Formulário de interesse
  • Divulgação em grupos de vendas e marketing, redes sociais e provocações com influenciadores
  • Postagem final contando sobre a brincadeira (este texto aqui)

Se alguém me falasse para fazer tudo isso em apenas um dia útil eu diria que a pessoa estava maluca, mas a gente topou o desafio.

O resultado foi incrível.

Landing page

A landing page ficou muito bonita, e foi unanimidade a sensação de que estava tão bom o trabalho que dava uma certa pena de usar assim, apenas como uma brincadeira.

A comunicação lançamento

A ideia do lançamento era tornar o produto realista: uma identidade sólida, um contexto futurista e uma comunicação fácil de ser associada com algo que estaria vindo para revolucionar o mercado.

A combinação do texto com a produção visual criou um forte impacto. Nas mensagens que recebemos, os comentários sobre a identidade visual reforçaram bastante essa percepção. Todos que viram a campanha sentiram o impacto do convencimento causado pelo trabalho visual.

O trailer em vídeo

A gente sabia que o vídeo traria a presença necessária para o projeto. Com uma produção bem feita, e mesmo aplicando um toque bem humorado, seria difícil separar um produto verdadeiro de uma piada do Dia da Mentira.

O vídeo também foi a parte mais complexa do projeto. Filmar, criar animações, editar e realizar os ajustes que sempre são necessários consome muito tempo e, como tempo não era algo que estava sobrando, a gente precisava acertar de primeira.

O vídeo ficou muito bem feito e com um visual de impressionar.

Inserções no site e In-App

Um lançamento de verdade não estaria fora do site principal e nem deixaria de ser apresentado para quem já é cliente.

As inserções ficaram diretas convincentes. O alerta dentro do próprio Moskit chamou bastante atenção ao longo do dia.

--

Todo esse trabalho para uma simples brincadeira?

Essa foi uma pergunta que recebi de uma amiga, e acho que não é tão simples assim de responder. Mas para mim, a resposta que melhor encaixa aqui é:

porque nós podemos.

Uma das melhores coisas de trabalhar no Moskit é a liberdade criativa. Todos podemos nos expressar criativamente dentro da empresa. Existem aqui vários pequenos projetos de iniciativa particular dos funcionários. Desde as funcionalidades extras criadas pelos desenvolvedores no nosso bot, até websites escondidos com piadas internas. Existe até um pequeno podcast produzido pelo time de vendas, o DECRETO DE #SEXTOU, que sai toda sexta-feira só para quem é da empresa. O resultado é incrível.

Este é um pouco do espirito que guiou o nosso Dia da Mentira: temos uma equipe de profissionais criativos e dinâmicos, temos conhecimento técnico, habilidade e condições de produzir realidades fictícias puramente pela risada.

Do ponto de vista do Marketing, eu posso até dizer que isso ajuda no nosso posicionamento de marca, chama atenção para o produto e até gerou sim um bom número de novas leads. E mesmo essas leads sendo muito importantes, no fim sabemos que fomos movidos pela risada.

Ao ver tudo pronto, sabemos que todos criamos, vimos algo sair do papel de um jeito fantástico e com uma velocidade inacreditável. Ficamos satisfeitos, demos boas risadas e recebemos elogios dos nossos clientes. Nossa cultura foi fortalecida e agora nossos clientes nos entendem ainda melhor, com uma visão mais real do que somos: uma empresa dinâmica e sem medo de inovar.  

Se você gostou de ver como criamos nossa brincadeira, vai gostar de ver também o que somos capazes de fazer quando estamos lidando com o produto real, aplicando toda seriedade e dedicação.