21 termos que podem aparecer no RD Summit!

21 termos que podem aparecer no RD Summit!

O RD Summit está cada vez mais perto (03 e 04 de novembro!) e apesar de não ser uma das organizadoras do evento, vim trazer os principais termos que acredito que serão ditos e trabalhados no maior evento de Marketing Digital brasileiro com base nos eventos dos últimos dois anos, e também em outros eventos que já estive presente. Espero ajudar!

Inbound Marketing: Esse termo com certeza será muito usado, pois é o modelo de marketing que a maioria dos participantes usam em seus negócios. Além disso, a própria RD trabalha e vende Inbound Marketing.

Para quem ainda não conhece, o Inbound Marketing é uma forma de trabalho em que você educa o seu cliente e não simplesmente “empurra” o seu produto. Você consegue mostrar a necessidade do que você vende e portanto seu cliente chega até você com maiores chances de compras.

Esse trabalho é feito por meio de textos, guias, vídeos, e-mails e uma outra infinidade de materiais.

Vem mostrando resultados por poupar tempo de equipe de vendas que recebe contatos cada vez mais qualificados e já sabendo o que procuram.

*Outbound Marketing: *No modelo outbound, é a empresa que busca o cliente e não o cliente que o encontra por meio de um bom conteúdo, por exemplo. São usados panfletos, anúncios em tv e rádio e ligações de telemarketing impessoais. O outbound ainda traz resultados para muitos modelos de empresas.

*Inbound Sales: *É uma parte do processo que vem junto com o Inbound Marketing. A venda inbound usa os contatos gerados pelo marketing digital para fechar mais negociações. Isso porque há mais tempo para atender com qualidade.

Hoje muitas empresas usam tanto o Inbound Marketing quando Inbound Sales por ter um custo reduzido em comparação aos outros métodos e também por mostrar resultados efetivos.

*Inside Sales: *Inside sale é uma tendência que vem crescendo no mercado. A venda interna é aquela em que os vendedores ficam na própria empresa ou escritório que aplica os novos processos de venda, trabalhando com os contatos que o Inbound Marketing entrega e focando na  otimização de tempo, sucesso do cliente e também redução dos custos de equipe.

*Lead: *É o contato que chega até você por meio da equipe de vendas. De forma simples, é o visitante que informou alguns dados como nome, e-mail e/ou telefone para que você pudesse criar um relacionamento.

Dentro da estrutura Inbound, leads são fundamentais para girar a máquina de vendas.

*Funil de Vendas (Pipeline): *Outro termo que provavelmente será muito usado, principalmente nas palestras sobre vendas. O funil mostra o caminho que o cliente faz na empresa desde que chega em um primeiro contato, até comprar – ou não. Assim, gestores conseguem ter uma visão melhor de como está sendo o processo de vendas.

*CRM: *A sigla vem do inglês Customer Relationship Management, que significa Gerenciamento do Relacionamento com o Cliente. Pode ser usado para explicar apenas o modelo de gerenciamento ou, como é usado mais frequentemente, para definir um tipo de sistema que muitas empresas hoje usam.

Como sistema, o CRM auxilia no relacionamento com o cliente desde o primeiro contato até a pós-vendas, organizando as informações e criando assim um atendimento mais personalizado.

*Customer Success: *A tradução do termo já é auto explicativa. O Sucesso do Cliente é uma área das empresas, principalmente de software, que trabalha pensando em reter o cliente e também em fazê-lo ter sucesso com o que você o vendeu.

Não podemos confundir o Customer Success com suporte ao cliente. Essa função vai além disso: é um misto de suporte, venda e gestão de contas.

*SEO: *Quando falamos em trabalho digital hoje, precisamos falar sobre como nosso site pode ser encontrado. Hoje o maior mecanismo de busca é o Google e não tem como negar. E a sigla SEO significa o conjunto de técnicas que tem como principal objetivo tornar os sites mais amigáveis para os sites de busca, por meio de um trabalho de palavras-chave que, se bem usadas, ajudam o site a ficar melhor posicionado nos resultados orgânicos (ou seja, não pagos).

*SaaS: *“Software as a Service”  é uma sigla para definir as empresas que vendem software como serviço. Essas empresas trabalham com serviços online e não programas instalados que costumam ser mais pesados e nem sempre seguros.

*B2B: *Business to Business são as empresas que vendem algum produto ou serviço pra outras empresas e não para o consumidor final. Agências de marketing e publicidade, por exemplo, muitas vezes são B2B.

B2C: Business to Customer, exatamente o contrário de B2B, são as empresas que vendem algo para um cliente e não uma empresa.

Cross-selling: O termo faz referência à venda complementar. Ou seja, quando você oferece um outro serviço ou produto para o mesmo cliente, agregando valor na venda.

Um exemplo clássico são os pedidos no Mc Donald’s que sempre acompanham a pergunta “fritas e refrigerante por XX reais a mais?”.

Upselling: É quando existe um produto ou serviço maior do que o que o cliente se encontra atualmente ele fará esse “avanço”. Pode ser feito

Benchmarking:O processo de avaliação da empresa em relação à concorrência, é feito incorporando os desempenhos das outras empresas e aperfeiçoando dentro do seu próprio cenário.

*Rapport: *Ouvimos muito esse termo em frases como “criar rapport com o cliente”. A palavra de origem francesa não tem uma tradução específica, mas significa criar confiança e uma ligação com o outro lado.

*LTV: *Lifetime value ou o valor do tempo de vida do cliente. Significa o tempo que o cliente permance com você e estima o lucro que esse cliente pode trazer para a empresa.

*CAC: *O custo de aquisição de cliente é uma métrica usada para definir quanto a empresa investe para adquirir um novo cliente. Nesse cálculo entram custos de marketing em um determinado tempo e quantos clientes foram captados nesse período.

*Churn: *Métrica muito usada em startups, mede o número de clientes que deixam de fazer parte da sua carteira. O termo geralmente é usado para empresas SaaS e faz referência aos cancelamentos mensais.

*Smarketing:  *Junção das palavras em inglês Sales + Marketing. É o alinhamento entre as as áreas de vendas e marketing de uma empresa, a integração completa – o que não é tão simples assim! Em português podemos chamar de vendarketing.

MRR: Receita Recorrente Mensal é o valor que se tem de previsão de ganhos  no mês, levando em consideração o que entra de pagamento dos clientes ativos que se tem em carteira.

Esses termos provavelmente serão abordados em diversas palestras e é legal ter essa noção para conseguir um melhor entendimento do conteúdo que será passado. Vamos aproveitar ao máximo o evento!

E não se esqueça, se tiver algum outro termo que ache importante, deixe nos comentários. 

Vejo você lá