[Vídeo] Como usar o Moskit em sua indústria?

[Vídeo] Como usar o Moskit em sua indústria?

Como você pode usar um CRM em indústria? É sobre isso que viemos falar no vídeo da semana. Confira!

Você pode e deve utilizar o Moskit aí na equipe de vendas da sua indústria pra ajudar a organizar melhor o relacionamento dos vendedores com os seus clientes, inclusive aqui embaixo na descrição do vídeo eu coloquei o link com um artigo do nosso blog onde a gente traz mais informações e mais detalhes de como você pode utilizar o Moskit no dia a dia da sua equipe de vendas.

Mas nesse vídeo eu quero abordar uma questão que a gente costuma receber aqui quando a gente tá trabalhando com indústrias e a pergunta que o pessoal normalmente nos faz é a seguinte:

– Mateus, dá pra integrar o Moskit com o meu ERP?

Bem, o que acontece é que indústria geralmente utiliza um ERP para controlar a parte financeira, a parte contábil, a parte de controle de estoque então é um sistema mais robusto que às vezes também traz a parte de CRM, também tem o módulo de vendas. Mas o pessoal reclama que esse módulo ou é muito enxuto, um módulo mais simples com alguns contatos só, ele não vai tão profundo na parte de relacionamento com o cliente ou então ele é um módulo mais pesadão, difícil da equipe de vendas mexer. E aí a ideia é a gente trazer um pouco mais de agilidade, um pouco mais de dinâmica pro time de vendas com uma ferramenta específica pra isso.

Então minha recomendação é que a gente consiga trabalhar essas duas ferramentas juntas na verdade. Que a gente consiga ter no CRM a gestão do dia a dia da rotina de vendas. Então a gente vai ter lá as atividades, a gente vai ter a gestão de negócios, toda a parte de produtividade, as métricas de vendas e no ERP a gente vai ter talvez a parte de orçamento.

Então você vai fazer toda essa parte do dia a dia de vendas no Moskit e na hora que chegar a hora de gerar um orçamento, de trazer isso pro ERP é gerado lá o orçamento, coloca lá as informações certinhas e inclusive no Moskit dá pra gente mandar esse orçamento por e-mail, anexá-lo na ficha do cliente e manter todo o histórico ali. Nessa ideia cada ferramenta faz a sua parte e a gente deixa separado cada especialidade em um sistema.

“Bom Mateus, mas aí eu vou ter um retrabalho, vou ter que ficar cadastrando informações em dois lugares diferentes, é isso mesmo?”

O que acontece é que na verdade você vai ter que talvez duplicar alguma coisa sim, mas pouca coisa porque no CRM você vai ter as informações só necessárias pra negociação do dia a dia. Você vai ter o nome do contato, você vai ter o nome da empresa, o telefone, o e-mail, coisas mais básicas.

Já no ERP você vai ter as informações com dados mais completos: CNPJ, razão social, aquilo que você sabe que você precisa pra gerar um orçamento ou fechar uma venda.

E o que vai acontecer é que no dia a dia o vendedor vai trabalhar no CRM, vai gerar os orçamentos no ERP, anexar e quando ganhar no Moskit basta ganhar também no ERP e aí o pedido é liberado, tudo caminha por lá. Então acho que a ideia é unir o melhor de cada ferramenta e trazer as duas pra sua rotina de vendas sem precisar esquentar muito a cabeça sobre como vai integrar, como vai mandar dado de um lado pro outro sendo que na verdade é mais uma integração processual de você entender como que dá pra trabalhar com as duas juntas e eu acho que o retrabalho no fim das contas é mínimo e compensa o ganho que você vai ter em agilidade com sua equipe trabalhando com ferramentas específicas pra cada área.

Tá certo? Então se você tiver alguma dúvida sobre como utilizar o Moskit aí na sua indústria, entra em contato com a gente, deixa seu comentário, manda a sua dúvida que eu tô à disposição aqui pra te ajudar, tá certo?

Então tá bom! Boas vendas