Moskit Responde #1: Por que não estou vendendo?

Moskit Responde #1: Por que não estou vendendo?

Agora toda semana traremos um vídeo respondendo alguma pergunta enviada por vocês! Para participar do Moskit Responde é só comentar aqui, no Youtube ou em nossas redes sociais.

Confira o primeiro vídeo!

E aí pessoal, estamos aí pro nosso primeiro vídeo no quadro Moskit Responde. A gente conferiu mais cedo e não tem ninguém ainda na internet fazendo um quadro assim de perguntas e respostas, então estamos muito felizes de sermos os primeiros a fazer um vídeo de perguntas e respostas.

E aí você pode mandar pra gente em qualquer um dos canais aí no Youtube, no Instagram, no Facebook, qualquer lugar.

Manda suas perguntas pra gente e a gente vai respondendo aqui semanalmente.

Então vamos lá.

A primeira pergunta que a gente vai responder hoje veio do Maurício. Muito obrigada Maurício por ter mandado sua pergunta aqui pra gente!

O Maurício esta começando a trabalhar com vendas de um software, um software de ERP e ele tem acompanhado aqui o Moskit – ele elogiou o software, muito obrigado Maurício pelos elogios – e ele tá precisando uma força porque os resultados não estão do jeito como ele gostaria.

Então vamos lá, vamos tentar ajudar o Maurício.

Bom, a primeira pergunta dele é: qual a melhor forma de divulgar um produto novo e – e aí eu já vou emendar aqui com uma outra pergunta que ele faz logo em seguida – que é qual a forma mais eficiente de divulgação: Google, e-mail marketing ou alguma outra forma.

Maurício, a dica que a gente pode te dar pra essa parte de divulgação, como você tá começando com um produto novo, um software novo, eu acho que o mais legal é você tentar juntar uma comunidade ao redor de você, ao redor do seu produto.

Então a gente tem hoje algumas ferramentas que são legais de fazer isso: LinkedIn, você pode montar um grupo lá sobre algum assunto que esteja relacionado com o seu software, você pode montar um grupo no Facebook, você pode montar grupo no WhatsApp, o importante é que você consiga reunir pessoas interessadas no assunto que está relacionado com o seu produto ou com o serviço que você tá prestando.

E aí coloca lá algumas dicas, coloca materiais em matérias que você encontra por aí nas mídias sociais, que você ache legal e que as pessoas estejam interessadas, dessa forma você vai movimentando o público pra conhecer mais o seu produto.

Além disso você tem que participar de eventos relacionados, tem que conhecer gente, tem que pedir informações.

Uma coisa legal também é montar um blogzinho, por mais simples que seja, escreve alguns artigos, coloca esses artigos no LinkedIn também.

Pra você que trabalha com software, trabalha com ERP, o LinkedIn é um lugar legal pra prospectar, então coloca lá o seu texto, divulga daquela forma que as pessoas começam a te ler, começam a curtir e compartilhar os seus materiais.

Essa é uma forma de divulgar que não custa muito, custa mais o tempo e você consegue trabalhar de uma forma bastante simples. Beleza?

Eu começaria por aí e tem um monte de jeito de você divulgar um software, divulgar um produto, mas dessa forma aqui você consegue começar agora, logo que acabar esse vídeo aqui você consegue ir lá no LinkedIn e começar a escrever.

Então essa é a minha dica pra essas duas perguntas.

Depois o Maurício fala aqui que já fez dezenas de ligações tentando marcar visita mas poucos quiseram responder e a maioria pede pra enviar uma apresentação por e-mail. E a pergunta aqui: isso tende a dar bons resultados?

Não. Maurício, não tende a dar bons resultados não.

Pela nossa experiência, pelo o que a gente vê aqui no nosso dia a dia, normalmente quando o cliente fala isso, o potencial cliente pede pra mandar mais informações por e-mail ele tá na verdade desbaratinando a gente, ele tá querendo uma forma de acabar com aquela ligação o mais rápido possível e aí ele pede pra mandar por e-mail, depois ele olha e qualquer coisa ele entra em contato

Se você está ouvindo muito isso provavelmente tem alguma coisa errada na sua apresentação, no seu discurso de vendas que precisa ser melhorado e aprimorado.

Então a dica que eu posso te dar é de você primeiro montar a sua proposta de valor, aqueles segundos iniciais que você tem no telefone com o seu potencial cliente.

Muda a sua proposta de valor pra falar coisas que interessam pra ele e não só coisas que você faz. “Ah, meu software tem isso, isso e isso, tem tais relatórios.” Tá, mas como que isso vai ajudar o cara?

Então monta uma frase, uma proposta de valor que seja muito relacionada em como você pode ajudar. E uma outra coisa é você vender o próximo passo da negociação e não o produto.

Você provavelmente não vai ter tempo de falar muito nessa ligação, então vende a visita, vende a reunião.

Por que eu devo sentar com o Maurício agora pra ouvir o que o Maurício tem pra me falar? Por que eu vou despender meu tempo pra sentar com o Maurício pra ele me explicar como que funciona o software dele.

Então é nesse ponto que você precisa prender o seu interlocutor aí, você precisa com poucos segundos já deixá-lo curioso e com vontade de conhecer.

Então esse é o ponto mais importante. E uma outra coisa também, Maurício: estuda bastante antes de ligar.

Então se você tem lá um contato, entra no computador, LinkedIn, Google, Facebook, dá uma boa stalkeada, entende bem. Vai no site da empresa, dá uma estudada boa porque isso vai fazer bastante diferença na hora de você ligar pra ele e começar o seu discurso.

Mostrar que você sabe e que você realmente pode ajudar, isso aí já começa a trazer mais curiosidade pra ele e provavelmente você já comece a receber menos desse pedido de mandar mais informações por e-mail. Beleza? Então esse aí não é um bom sinal não.

Dá uma mudada, cada ligação que você fizer tenta ser melhor. Se você está fazendo dezenas de ligações, eu espero que você esteja fazendo dezenas de ligações por dia, você tem que chegar a centenas de ligações por mês, isso não tem jeito. É prospecção, é qualificação, então o volume é bastante importante.

E por fim o Maurício pergunta pra gente se vale a pena contratar outros representantes pagando parte da comissão.

Maurício, eu não entraria nessa agora não.

O produto é novo, você tá novo no mercado, o software é novo. Investe tempo em conhecer gente, em melhorar o seu discurso de vendas, em formar uma comunidade legal ao redor do seu produto pra depois pensar nisso.

A hora que tiver tudo redondo e você tiver com bastante cliente, tiver com uma carteira legal, tiver networking, pessoas pra te indicar e você sentir que tá perdendo negócio, que poderia tá fazendo mais negócios, que poderia expandir, aí eu acho que esse é o momento pra pensar em ampliar sua rede, colocar mais gente pra trabalhar e aí é um outro plano de negócios, uma outra coisa que você vai ter que pensar em se ocupar.

Eu acho que por enquanto o negócio é pensar em como vender mais, em como ficar bom até pra você no futuro poder passar isso pra sua equipe e poder explicar: você tem que fazer assim, você tem que ligar assim, é desse jeito que funciona.

Então se preocupa primeiro agora em deixar bem redondinha essa parte e vender mais mesmo porque no momento é isso que importa.

Beleza? Bom, Maurício, eu acho que era isso. Muito obrigado por você ter mandado a sua pergunta aqui pra gente.

Se você tá aí assistindo ao nosso primeiro vídeo Moskit Responde e tem alguma dúvida pra mandar sobre vendas, manda pra gente.

Responde aqui, deixa aqui no comentário. Se você curtiu essa nossa resposta e a pergunta aqui do Maurício, marca o joinha aí embaixo também, compartilha com seus amigos e até semana que vem na próxima pergunta.

Obrigado!