5 dicas para reuniões individuais de feedback

5 dicas para reuniões individuais de feedback

Sabemos que reuniões de feedback são importantes para o resultado da empresa. Cada vez mais, é preciso alinhar as expectativas e coordenar os objetivos.

Além das grandes reuniões tradicionais, um dos aliados do gestor de vendas são os encontros individuais, aproximando a equipe e colaborando ainda mais para os**resultados** de cada vendedor.

  • 39% dos profissionais sentem que não são reconhecidos no trabalho
  • Empresas que implementam feedback individual tem queda de rotatividade em 14%
  • Profissionais ignorados por seus gestores tem 2x mais chances de ficarem propositalmente ocioso
  • A chances de um profissional engajar no trabalho são 30x maior quando gestores focam em seus pontos fortes
  • 43% dos profissionais altamente produtivos recebem feedback pelo menos uma vez por semana
  • 65% dos profissionais querem uma rotina de feedback mais constante
  • 78% sentem-se mais motivados quando seus esforços são reconhecidos
  • 69% trabalhariam com mais empenho tendo seus esforços reconhecidos

Mesmo sabendo da importância destes encontros, é comum gestores cometerem alguns deslizes na estrutura e realização de suas reuniões individuais, prejudicando os resultados e criando conflitos onde deveriam existir soluções.

Organizei algumas dicas importantes para que o gestor consiga evitar certos enganos e aproveitar ao máximo os encontros.

1. Evite a tentação de trocar o feedback por status update

Quando um gestor afirma que não enxerga valor em feedbacks individuais, normalmente é um sinal de que comete um erro muito comum: tentar cobrar o andamento das atividades durante as reuniões.

O momento parece perfeito para perguntar sobre o trabalho e o andamento de cada uma das ações, mas essa é apenas uma boa desculpa para evitar pontos sensíveis e conversas difíceis sobre o que realmente importa para o desenvolvimento do profissional.

Para evitar a tentação de realizar Status Update nas reuniões de feedback, crie formas para que as informações de status estejam sempre disponíveis e, caso existam dúvidas, que sejam esclarecidas em outra reunião, priorizando ao máximo os assuntos relevantes para o encontro.

2. Levante os pontos que o colaborador quer falar

É muito comum que existam problemas no dia a dia do vendedor que sejam difíceis de expor.

Pela forma que a estrutura hierárquica funciona, é normal sentir medo de ser mal compreendido ao fazer algum tipo de reclamação ou tentar falar sobre o que sente que falta para melhorar seu trabalho.

Tente estimular a criação de listas com os pontos que deseja conversar. Encoraje que traga essa lista e aborde os assuntos durante a reunião. Crie abertura ao diálogo e faça um esforço extra para levantar os assuntos que o vendedor sente que precisa falar.

Conversas como estas tendem a alimentar a confiança entre gestor e colaborador, ampliar a qualidade de vida no ambiente do trabalho e estimular o desenvolvimento individual.

3. Fale sobre os objetivos de carreira

Todos temos objetivos profissionais e direções para onde queremos crescer. Entender para onde cada um dos seus colaboradores quer se desenvolver é importante, causando impacto direto no andamento do seu negócio.

Entenda que os objetivos educacionais, cursos, graduação e até pós-graduação podem ser valiosos para o desenvolvimento do funcionário. Deixe claro como a empresa pode incentivá-lo e quais são os bônus que pode oferecer para cada capacitação extra concluída.

Aborde objetivos salariais e dificuldades financeiras. Fale sobre os planos para expandir a empresa e outras oportunidades que podem surgir no processo. Deixe claro como a organização espera que ele cresça e busque entender para onde o profissional quer crescer.

É muito importante que os colaboradores sintam que podem crescer junto com o negócio.

4. Faça anotações e guarde de forma organizada

É muito frustrante, ao retomar um feedback, ver que tudo o que foi conversado na sessão anterior foi esquecido. Quando o gestor não faz questão de lembrar o que foi discutido, a força dos encontros individuais vai se perdendo, deixa de ter real importância.

Tome nota dos pontos sensíveis que foram conversados, destacando os itens que serão abordados futuramente e o que é esperado de cada um no próximo ciclo. Revise cada item ao final do encontro para que a reunião seja encerrada em comum acordo.

Da mesma forma, abra a reunião seguinte relembrando como foi o encontro anterior.

5. Deixe claro a forma como pensa

Tente expor de forma clara sua visão sobre o andamento da empresa, as expectativas que possui sobre o desempenho tanto da equipe quanto do profissional e quais são os pontos que podem gerar conflito.

Transmitir ao colaborador a visão da gestão sobre o negócio facilita o alinhamento de expectativas, permitindo que ações proativas sejam tomadas reduzindo as margens de erro. Quando todos sabem o que esperar, é mais fácil saber como ajudar.

Utilize essa ideia para apontar quais responsabilidades espera que o vendedor assuma e como futuramente seu desempenho será avaliado.

Reuniões individuais de feedback são importantes, mas é preciso lembrar que este é um momento de oferecer ao colaborador um certo controle sobre os assuntos que serão abordados, dando espaço para conhecer melhor as pessoas que trabalham com você e aprendendo o que é importante para eles.

Este é um momento de receber informações e orientar ações para que todos cresçam em conjunto.