O que fazer quando seu melhor vendedor pedir demissão

O que fazer quando seu melhor vendedor pedir demissão

Em qualquer cenário empresarial existe aquela pessoa que se destaca. Alguém que encaixou as peças do jeito certo e entendeu como alcançar os objetivos da melhor forma.

Esta pessoa normalmente faz uma grande diferença para o resultado final. Pela sua desenvoltura, seus resultados às vezes são duas vezes maior do que a média da equipe.

Esse vendedor existe em muitos lugares e, cedo ou tarde, ele vai querer sair da empresa.

O primeiro passo quando essa hora chegar é entender por quê seu vendedor está indo embora.

Por que bons vendedores pedem demissão?

Existem alguns motivos que podem influenciar seu melhor vendedor a sair da empresa, os mais comuns são:

  1. Eles não acreditam nos métodos do gestor de vendas
  2. Estão cansados de brigar para aplicar sua visão e para conseguir melhoras
  3. Não recebem o reconhecimento necessário
  4. Estão cansados demais, ser o melhor ainda parece não ser o suficiente, sempre existem mais responsabilidades chegandoo
  5. Politicagens internas destruíram a qualidade do ambiente de trabalho
  6. Querem crescer ainda mais, e a estrutura da empresa não sustenta esse crescimento

Independente do motivo, é importante saber se a saída do vendedor é um problema de gestão da empresa ou é apenas uma nova incompatibilidade com suas metas e ambições.

Essa observação provavelmente não vai ajudar nesta perda, mas pode evitar que novos talentos abandonem o barco.

Não leve para o lado pessoal

Por mais que a relação cotidiana da empresa seja de amizade e companheirismo, a decisão de deixar o emprego não pode ser levada para o pessoal. Buscar novas oportunidades não pode ser visto pelo gestor de vendas como uma traição ou quebra de confiança. Com exceção aos casos onde existia um acordo prévio, o gestor deve entender que a decisão sobre o proprío futuro deve ser priorizada pelo seu vendedor.

Assumir o lado pessoal na questão só criará desgastes e dificultará transições.

Reavalie sua gestão

É imporatante ser honesto consigo mesmo. Observe a forma como administra o time e entenda por quê alguém estaria insatisfeito ou disposto a sair da sua equipe.

Observe a definição de metas, a forma como lida com os problemas e a liberdade que entrega na mão dos membros da equipe. Entenda o que pode estar fazendo mal a ponto de influenciar seu melhor vendedor a deixar a empresa.

Esse processo de autocrítica é importante e deve ser feito sem apego ao ego, sem tentar jogar a culpa para quem está saindo. É fácil dizer que "a pessoa não aguentou", "não tinha perfil" ou "não sabe o que está perdendo" simplesmente para não aceitar que errou.

Cuidado com a contra-proposta

O processo de pedir demissão envolve muitos fatores e reflexões. Alguém que chegou a esse ponto e decidiu que gostaria de sair já está com a decisão tomada.

A não ser que o único motivo para sair seja a necessidade de um salário maior, a contra proposta irá segurar o vendedor apenas por um curto período de tempo, até a insatisfação e os problemas começarem a voltar.

E da segunda vez a insatisfação volta com ainda mais força.

Antes dele sair...

Use as últimas semanas de trabalho do vendedor para transferir conhecimento e responsabilidades. É importante que, no último dia, todas as tarefas já estejam redistribuídas, os clientes transferidos para outra carteira e cada detalhe dos negócios em andamento estejam transferidos e atualizados no CRM.

Por mais que o contato com o ex-vendedor não vá desaparecer, a tendência é que seu tempo torne-se escasso e pedir ajuda para detalhes pontuais acabe sendo cada vez mais difícil.

Outra ação importante para o período de saída é que outros vendedores entrem em contato com os clientes chave para avisar da mudança e garantir que não exista perda de força no relacionamento, dando continuidade nos negócios.

--

A saída de um vendedor destaque é sempre um momento difícil para a empresa, mas existem algumas saídas para que o impacto seja o menor possível.

A escolha de um bom CRM é feita para que essas transições causem cada vez menos impacto. Com todas as informações inseridas no sistema, não existe mais o risco do vendedor levar consigo a carteira de clientes para a próxima empresa, as informações de relacionamento estão atualizadas e todo histórico de interações estará disponível para o próximo vendedor seguir adiante com as negociações.

Um CRM não é apenas uma ferramenta de armazenar dados de vendas, mas um histórico da expertise comercial de todos os bons vendedores que passaram pelo seu time. O vendedor destaque pode até ir embora, mas a empresa não sofre tanto com a perda dessa experiência.

Para entender como um CRM faz toda diferença quando perdemos uma peça importante no time, clique aqui e teste agora o Moskit.