Fechando seu ano com chave de ouro

Fechando seu ano com chave de ouro

Mais um ano chega ao fim. No momento em que escrevo este texto, faltam apenas 40 dias para entrarmos num ano completamente novo.

Independente de como foram suas vendas, posso ter certeza de que seu ano foi bem agitado. Com o cenário político aquecido, muitas discussões e mudanças de perspectiva. Não importa muito qual era o candidato que você estava apoiando, este ano trouxe um estresse extra para todo mundo.

O próximo período não promete ser menos agitado. Com as mudanças na política do novo governo, empresas se preparam para reagir aos incentivos e ajustar suas estratégias.

O problema é que estamos todos cansados. A chegada do período de festas, as confraternizações e viagens de recesso trazem esse clima de tirar o pé do acelerador.

Mas desacelerar não significa deixar as coisas de lado, existem algumas ações que podem ser feitas utilizando o clima de festa como gatilho. Ajudando a equipe a se equilibrar novamente e preparar para começar o ano com tudo.

Defina um ponto final para o ano

Em um mês pouca coisa vai mudar no cenário comercial. A tendência é que as vendas esfriem um pouco e que os clientes evitem se comprometer. O normal agora é ouvir que preferem deixar para quando o ano voltar.

Alguns negócios ainda vão fechar, mas é preciso se preparar para este cenário. O time de vendas vai sentir essa dificuldade e entender que não é um mês convencional.

Aproveite o começo de dezembro para agendar reuniões individuais de feedback, revisando os pontos críticos e apontando os pontos negativos sobre o ano. Essa é pra ser uma conversa de pontos sensíveis e assuntos mais difíceis.

Mas como é para marcar o ponto final do ano, deste momento em diante, tudo será festa e confraternização. Evite estresses desnecessários.

Ouça como foi o ano da equipe

Uma dinãmica de conversas sobre como a equipe enxergou o ano, quais foram os pontos onde sentiram dificuldade como time e o que esperam para o próximo período também é uma forma de alimentar o clima de reflexão.

Pergunte sobre as necessidades, se existem cursos e treinamentos que gostariam de fazer e ferramentas que deixariam sua rotina ainda mais eficiente.

Assim como no primeiro tópico, ouvir o que as pessoas têm a dizer sem tentar se justificar ou contra-argumentar, ajuda o time a sentir que está sendo ouvido e tendo suas necessidades observadas de perto.

Este não é o momento de conflito. Anote todas as sugestões e tente endereçá-las individualmente no próximo ano. Aí sim, sendo possíveis ou não, cabe entrar nas justificativas.

O time normalmente carrega uma visão um pouco diferente da gestão, e reduzir essa distância através do diálogo faz todos sentirem que estão mais próximos.

Estimule atividades diferentes

Além da tradicional confraternização que quase todas as empresas realizam anualmente, procure incentivar atividades que o time crie um entrosamento maior do que o habitual, criando união e conexão entre as pessoas do time.

Tudo vai depender do perfil da equipe, mas pode variar entre juntarem para andar de Kart, um campeonato de Paintball ou uma tarde jogando Counter Strike.

Procure atividaes que sejam acessiveis a todos e que esteja de acordo com o perfil da equipe. Se tudo ou mais não funcionar, um bom Happy Hour num fim de tarde pode resolver.

Incentive a criação de metas pessoais

Resoluções de ano novo são um costume comum, mas muitas vezes falta o direcionamento correto para que as metas criadas sejam alcançadas.

Considerando as tendências para 2019 nas vendas, assuma o papel de coach dos seus vendedores, tentando observar como poderiam se desenvolver melhor e incentivar a criação de metas pessoais que ajudem no crescimento individual.

As metas podem ser inúmeras, e não apenas voltadas ao trabalho, mas devem caminhar em parceiria com os objetivos do vendedor.

Claro que assumir a posição de coach exige treinamento e dedicação do gestor de vendas, mas existem algumas perguntas simples que podem ser utilizadas para investigar e encontrar boas metas para serem desenvolvidas.

  • Quais os pontos, em você mesmo, que mais te incomodam atualmente?
  • Quais são as coisas que você pensa, com mais frequência, que gostaria de saber/fazer mas nunca parou para aprender?
  • Quais habilidades você imagina que serão úteis daqui um ano?
  • O que você sente que te impede de fazer as coisas que precisa no dia a dia?

Estas são apenas algumas perguntas que o gestor de vendas pode, numa sessão individual, utilizar para identificar e sugerir metas para o próximo ano.

Algumas pessoas podem sentir que precisam aprender inglês, outros dar mais atenção à saúde ou, até mesmo, reconhecer que terapia com um psicologo pode ajudar a melhorar todos os aspectos da vida.

O importante é deixar as sugestões de forma que não sejam imposições e que a própria pessoa deve sentir que está buscando ferramentas para se desenvolver.

--
O fim de ano pode ser uma excelente oportunidade para reunir a equipe, devolver o foco no desenvolvimento de cada um e abrir portas para o ano seguinte.

O trabalho não deve parar, mas o clima interno envolvendo o time de vendas pode ser de reflexão e aprendizado. Até que no dia primeiro de janeiro, todos voltam para trincheira com força total.