Como manter jovens vendedores motivados

Como manter jovens vendedores motivados

Novas gerações estão chegando ao mercado de trabalho. Alguém que nasceu no ano 2000, hoje já possui 18 anos. Esse jovem já está na fase de buscar um nível superior e entrar no mercado de trabalho.

O mundo das vendas costuma ser uma boa porta de entrada para o jovem profissional. O trabalho é dinâmico, existem muitos gatilhos de recompensa e, como normalmente são empregos que exigem dedicação apenas no horário comercial, acaba sendo mais fácil de conciliar com os estudos.

Mas nem tudo são flores. Lidar com esses jovens é um pouco diferente de trabalhar com gerações mais antigas, não apenas pela maturidade que já é outra, mas porque sentem-se desafiados de formas diferentes.

Caminhar de mãos dadas

Profissionais das gerações mais antigas tendem a assumir uma postura do "deixa que eu me viro", você aponta a direção, explica o que precisa e ele segue, mesmo que às vezes tropeçando, resolvendo o problema.

Essa nova geração já tem uma outra forma de aprender. Cresceram encontrando vídeos no Youtube que ensinam praticamente tudo, então se virar sem uma referência acaba sendo uma sensação frustrante. Isso não significa que não sejam capazes de aprender, mas que a experiência não é tão satisfatória e motivadora.

Estes jovens preferem uma abordagem onde enxergam alguém fazendo e depois tentam ajustar do seu jeito, uma linha onde todos estão de mãos dadas se ajudando. Apesar de parecer que são mais difíceis de lidar, o que essa juventude quer não é alguém que faça tudo por eles, mas um guia que ele possa contar em casos de dificuldade.

Reconhecimento faz diferença

Se existe um gatilho comum para essa nova geração, é que visibilidade pública e reconhecimento fazem muita diferença.

Criados com muita proximidade das redes sociais, compartilhamentos e likes, estes jovens estão acostumados ao reconhecimento quase imediato de seus atos positivos.

O problema muitas vezes é que uma recompensa no trabalho acaba levando mais tempo do que estão acostumados, podendo causar desânimo e frustrações. Sentir que tudo está parado e nada acontece.

rawpixel-1084273-unsplash

Por isso, medalhas, pequenos troféus para o vendedor do mês, categorias de premiação interna e elogiar resultados e atitudes publicamente são excelentes motores de motivação e que ajudam a mente acostumada com recompensas a se manter interessada e empenhada em conquistar outros resultados ainda maiores.

Uma ferramenta muito boa são os sinos e alertas de vendas. Quando este som bate, funciona como um lembrete positivo, assim como um like nas redes sociais, de que as ações boas estão acontecendo.

Mais ainda, estes prêmios, sons e motivadores externos podem ser fotografados e filmados para serem postados no instagram ou snapchat, trazendo ainda mais a sensação de validação social pelo bom trabalho realizado.

São motivados por novas habilidades

Jovens saem da adolescência admirando grandes nomes, pessoas que têm habilidades que parecem poderes especiais.

Aprender técnicas específicas, segredos e habilidades que podem transformar seu dia a dia profissional numa experiência de testes, conquistas e consolidação de conhecimento é um dos pontos mais empolgantes para quem está chegando agora na vida num mundo novo.

Ensinar Rapport, Gatilhos mentais e explicar os bastidores de negociações comuns nas relações de vendas traz para esse vendedor sensação de constante aprendizado e de que está se aprofundando em algo mais profundo e cheio de habilidades do que tinha cogitado antes.

Assim como nos jogos eletrônicos, pouca coisa é mais empolgante do que receber uma nova habilidade e sair testando como elas mudam a dinâmica do jogo.

Números e metas são bem atraentes

Outra forma interessante e que jovens estão muito acostumados a observar, são métricas, rankings, números e resultados.

Acompanhar semanalmente com seu time quanto cada um vendeu e quanto falta para bater a meta funciona como um excelente mecanismo de motivação e foco em objetivos.

Essa é uma geração que entende bem que é preciso aumentar estatísticas, se esforçar para manter os resultados altos e que por mais que exista uma competição interna, o importante é o time todo vencer.

A melhor forma de garantir estes números é utilizando um bom CRM capaz de trazer dados detalhados sobre o desempenho de cada vendedor. Assim, é possível por exemplo, criar jogos como "quem faz mais ou menos ligações essa semana" e outras estratégias que ajudem os jovens a entender onde podem focar para que o resultado maior seja alcançado.

Se você ainda não tem um CRM, clique aqui e descubra agora como o Moskit pode impulsionar a motivação dos seus vendedores!