Como manter o foco na rotina de vendas

Como manter o foco na rotina de vendas

Pare por um segundo e pense, quantas coisas estão lutando por sua atenção neste momento? As notificações do celular, colegas de trabalho, telefone tocando, emails que não param de chegar e uma enorme lista repleta de alertas buscando interação.

O fato é que a dinâmica moderna se baseia na busca por atenção. Todo aplicativo ou dispositivo utiliza gatilhos de alerta para atrair de volta seus usuários. A última coisa que um produto quer é ser esquecido, é preciso chamar atenção para que o usuário volte e continue interagindo. Com isso as distrações crescem todos os dias, competindo por nossa atenção e trazendo sérios problemas de foco.

De início, este pode parecer que não é um problema tão grave, mas pense de outra forma: em média, um trabalhador de escritório comum é interrompido a cada 3 minutos e, de acordo com um estudo da Universidade Carnigie Mellon, uma pessoa leva até 25 minutos para recuperar-se de uma distração.

É difícil fugir das distrações, mas a ciência traz algumas respostas de como podemos retomar nosso foco e seguir com as tarefas que precisamos executar.

Tire proveito do seu relógio biológico

Você já deve ter reparado que em alguns horários é mais fácil se manter focado e realizar atividades por um período de tempo maior.

Pensando na rotina de um adulto normal, acordamos por volta das 7 ou 8 horas da manhã e seguimos "acordando" até próximo das 10h. É nesse momento onde a maioria de nós consegue administrar uma carga maior de atividades mentais.

Entre às 12h e 16h nosso cérebro está mais disperso e sofre para centrar em atividades mais intensas. Estudos apontam uma forte dispersão por volta das 14h.

Com essa agenda, é possível organizar as atividades mais pesadas, como apresentações e demonstrações para o meio e fim da manhã, deixando o período até o meio da tarde para ligações mai simples e tarefas mais leves e que exijam menos concentração.

Gatilhos de recompensa

Nosso cérebro aprende através da repetição. Quanto mais repetimos atividades como verificar o WhatsApp ou Facebook, mais vontade de repetir estes impulsos vamos sentir. Essas atividades nos trazem pequenas, mas repetidas recompensas.

A principal forma de reduzir estes impulsos é interromper o ato assim que ele acontece, forçando o cérebro a retomar a atividade anterior. Da mesma forma que o hábito surge, podemos nos acostumar a interromper os impulsos e nos acostumar a voltar para atividade.

Assim que se der conta que está preso numa distração, corte imediatamente e retome o que estava fazendo. Sem usar a velha desculpa do "já estou aqui mesmo".

Desativando notificações

Todos os aplicativos possuem notificações e alertas que piscam, brilham, usam cores chamativas e causam certa ansiedade, um impulso para abrir e ver o que está acontecendo.

O ideal é configurar cada um dos aplicativos utilizados e remover ao máximo a quantidade de notificações emitidas.

Você não precisa saber de cada curtida que recebeu ou cada um dos comentários de amigo numa postagem no facebook. Mensagens instantâneas, no entanto, podem ser importantes, mas é prudente silenciar os alertas das pessoas com quem mais conversa, evitando o constante fluxo de notificações.

Também é interessante manter sua conta de email profissional livre de spams, garantindo ao máximo que todas as notificações de email são verdadeiramente importantes.

Abandone o multitarefas

A maioria das pessoas acredita ser multitarefas, e muitas delas acreditam que podem fazer isso muito bem. Mas a verdade é que fazer várias atividades ao mesmo tempo é muito difícil, o que fazemos é alternar muito rápido entre o tarefas, gastando energia e prejudicando - em níveis diferentes - a qualidade do resultado.

Essa percepção de que ser multitarefas funciona é uma leve ilusão, nosso cérebro não funciona assim. Somos feitos para executar uma tarefa por vez, e cada vez que alternamos entre as atividades gastamos mais tempo para retomar esse foco e começar a fluir novamente.

A melhor forma de eliminar o multitarefas e alternar menos entre tarefas é criar uma lista priorizando atividades, evitando ao máximo fazer mais de uma tarefa ao mesmo tempo.

Nem toda as dicas funcionam para todo mundo, mas ter esses pontos em vista ajuda bastante a identificar outros problemas e pensar em outras soluções.

O importante é ter a mente atenta para reconhecer distrações e ter consciência de que podemos trabalhar ativamente para reduzi-las e ampliar nosso foco.