Vendedor bom sabe dar perdido

Vendedor bom sabe dar perdido

Dentro da empresa, é comum se voluntariar ou agarrar com unhas e dentes as oportunidade.

Ninguém quer ser um peso morto. Um vendedor tem que apresentar resultados e levar renda para a empresa. Recusar uma oportunidade pode ser visto com maus olhos, por isso no calor do momento uma oportunidade não tão boa pode cair no seu colo.

Antes de ir e aceitar qualquer oportunidade que apareça, é preciso quebrar esse conceito de que quanto mais clientes, mais vendas.

Nem sempre é assim.

Se o processo de vendas que se está habituado for mais lento, um leque maior de clientes pode ser vantajoso. Mas se ele for rápido, o acúmulo pode fazer com que seu tempo seja tomado e com que a prioridade esteja sendo colocada no lugar errado.

Recebeu uma oportunidade? Pense nela.

Você tem tempo para se dedicar? Conseguirá priorizar ou vai ser jogada de lado?

Não meta os pés pelas mãos. Acúmulo de tarefas além de interferir no seu rendimento e na qualidade do trabalho entregue, causa estresse e desgaste emocional.

Na teoria é tudo lindo, mas se na prática você já estiver com acúmulo de oportunidades e não sabe como priorizar e identificar o que deve ser feito, saca só essas dicas.

1. Quantas tentativas foram feitas?

Supondo que você tem uma carga excessiva de clientes e não faz a mínima ideia de quais realmente valem um pouco mais do seu tempo, a primeira coisa a se analisar é a quantidade de tentativas que já foram feitas.

Verifique seu CRM e estude a quantidade de esforço já foi posta no cliente. Utilize a média de contato que se costuma obter sucesso com o cliente e se parecer que aquele contato não está indo para lugar algum, talvez seja hora de colocar ele de lado.

2. O cliente realmente precisa do seu produto/serviço no momento?

Se os contatos estão evoluindo, mas ele parece não estar sentindo a dor que seu produto/serviço pode suprir. Repense.

Não tente forçar e investir tempo em alguém que não está passando pelas dores que você não consegue resolver.

Se atenha a aquilo que é possível, e a clientes que precisam de uma ‘cura’ que só o seu produto/serviço pode resolver.

3. Ele anda honrando os compromissos?

O cliente que vive desmarcando, que não comparece ou muda sua palavra pode não estar mais interessado.

Como já apontado, suas dores podem ter mudado e insistir pode ser pior.

Claro que reverter a situação é ideal, mas se já foi feito a tentativa e ele continua passando esses sinais, as coisas podem não mudar.

Mas eu vou desistir de clientes?

Necessariamente não. Se afaste e dê um tempo para ele maturar melhor a ideia. Deixar ele cozinhar em banho maria pode ajudar a maturar a ideia.

Ele pode precisar ser convencido novamente, então passar esse contato para o setor de marketing pode ser uma boa. Assim ele continuará recebendo updates sobre a empresa e o contato não será totalmente cortado.

E eventualmente voltar a ser um cliente com chances de negociação.

Perder vendas às vezes pode ser bom.

E para reforçar todas as dicas e conceitos passados, que tal assistir um vídeo?

Os meninos do Toca o Sino das Vendas discutiram sobre isso em um vídeo recente. E como conhecimento nunca é demais, aperta o play e pega essas dicas!

Organizar suas prioridades, traz um resultado muito mais efetivo para a empresa e consequentemente renda, a principal função de um vendedor.

O Moskit CRM pode ser uma ajuda e tanto nesse quesito. Conseguindo registrar notas e organizar passos referente ao andamento da negociação, o Moskit CRM te possibilita identificar quantas vezes foi feito o contato com aquele cliente.

Sem contar que se por acaso a negociação esfriar, tudo que já foi trabalhado com esse cliente estará lá, ajudando a retomar do ponto que parou.

Comece hoje mesmo o teste no Moskit CRM, você não vai se arrepender.