Como vender em eventos?

Como vender em eventos?

O vídeo dessa semana traz formas como você pode otimizar suas vendas em eventos. Confira!

Bom, hoje a gente vai falar sobre como vender mais em eventos.

A gente acabou de voltar do RD Summit lá em Floripa, a gente tava com um stand, vendemos bastante lá então eu vou compartilhar com você de como a gente costuma trabalhar em eventos, beleza?

Bom, primeira coisa que eu acho legal é a gente pegar lá no nosso funil de vendas, no nosso CRM, ver quem que a gente tá trabalhando, quais são aquelas bolas que tão quicando hoje e chamar pra ir no evento. Então se você vende à distância como a gente, ou não, mas você tem essa chance de chamar a pessoa e conhecer ela pessoalmente. Então olha lá e convida.

Trabalha com a base que já está rolando, porque se você conseguir levar eles pro stand já é mais fácil de fechar.

Outro ponto importante também é estudar qual o perfil do público do evento. Você precisa entender bem quem que vai tá lá, pra já preparar umas argumentações, preparar como que você vai falar, qual o tipo de pessoa com quem você vai conversar.

Então estuda legal, dá uma olhada lá no face, no evento que foi criado, dá uma olhada no perfil de público pra você já se adaptar e adaptar sua linguagem também pro perfil de público específico.

Uma vez lá no stand, o nosso tempo é um só, mas o evento tem um monte de gente que a gente quer atender e infelizmente a gente não vai conseguir atender todo mundo.

Então o mais importante é que a gente tenha ali algumas perguntas de qualificação pra gente já poder filtrar quem que é interessante e com quem a gente via investir o nosso tempo.

Então deixa ali algumas perguntas de qualificação que são importantes pro seu negócio e que na hora que chegar a conversar com a pessoa a primeira coisa que você vai fazer vai ser qualificar e se for legal você continua com ela, apresenta melhor o seu produto, a sua proposta. Se não, é válido falar com ela que de repente a gente não vai conseguir atender, oferece um brinde, alguma coisa e passa pro próximo. O evento é muito dinâmica e a gente precisa aproveitar ao máximo o tempo que a gente está ali.

Não dá pra gente passar muito tempo com uma pessoa que tá ali mais pra conhecer o seu produto, pra trocar uma ideia, do que com alguém que você realmente quer vender. Dá uma olhada nisso, qualifica pra gente não gastar tempo com pessoas que não vão comprar.

Outra coisa legal também é a gente ter uma proposta diferenciada pra quem fechar no evento. A gente quer aproveitar ali pra gerar receita, então procura trazer um preço diferente, uma forma de pagamento, um brinde, uma coisa extra pra engajar a pessoa e fazer a assinatura do contrato ali no stand mesmo.

Às vezes se o evento tem um dia, dois dias, a gente consegue trabalhar esse contato ali, trabalhar essa lead pra fechar no stand. Então é bem importante levar alguma coisa extra, alguma coisa que você possa chamar a pessoa e fechar ali na hora. Beleza?

E tudo isso, toda essa conversa tem que ir pro teu CRM, tem que ir lá pro Moskit, coloca o que foi conversado, quem que é a pessoa, deixa tudo certinho lá porque quando você voltar pro escritório você vai precisar lembrar de quem que é e na hora a gente acha que lembra. Mas quando a gente chega no outro dia a gente não lembra.

Se não tiver anotado, todo aquele contato que você fez acaba virando uma lead fria que você vai ter que perguntar quem que é, se apresentar e isso é uma coisa que a gente não quer.

Então deixa tudo no CRM, deixa tudo anotadinho e quando você for pro escritório vai abrir lá teu CRM – inclusive cria um dado personalizado falando se tá quente, se tá frio, pra você já poder priorizar.

Bom, eu acho que de forma geral é isso, a partir daí é trabalhar mesmo, funil de vendas, apresentar o produto e caminhar no teu processo de vendas com aquelas leads que não foram fechadas na hora do evento, mas a gente sempre quer voltar do evento com o máximo de contatos possíveis. E aí estando tudo organizado, tudo no CRM, a gente já consegue depois analisar, inclusive até o time de marketing consegue analisar se aquele evento deu o resultado esperado.

Ah, e uma coisa importante também que eu acabei não falando antes: leva uma meta. Já vai com uma meta bem definida, porque isso aí ajuda a gente a ter um parâmetro. O primeiro dia não chegou perto, no segundo dia a gente já sabe que precisa dar um gás extra ali.

Então é isso aí, essas são as minhas dicas pra você vender mais em eventos e se tiver mais alguma deixa aqui embaixo pra gente.

Se você curtiu esse vídeo, aperta no joinha aí, segue nosso canal e boas vendas!