Os 3 tipos de inteligência que todo vendedor precisa adquirir

Os 3 tipos de inteligência que todo vendedor precisa adquirir

Se você trabalha com vendas, já deve estar familiarizado com a longa lista de características que todo vendedor precisa apresentar para se dar bem dentro do setor. Entretanto, existe um outro fator que pode contribuir, e muito, para o desempenho dos vendedores: a inteligência.

Quando falamos de inteligência, não estamos nos referindo apenas a capacidade cognitiva, apesar dela também influenciar, mas também da inteligência emocional e tecnológica.

Vendedores de sucesso, e que são bem sucedidos, geralmente fazem uso da inteligência cognitiva, juntamente com a inteligência emocional e a inteligência tecnológica.

Mas o que cada um delas quer dizer, e como elas podem ajudar a melhorar a qualidade das vendas?

Preparamos um conteúdo abordando tudo o que você precisa saber sobre esses 3 tipos de inteligências.

As 3 inteligências que todo vendedor precisa

1 - Inteligência cognitiva

A inteligência cognitiva é o tipo mais comum dentre as três, e a que usualmente estamos habituados a utilizar no nosso cotidiano.

Esse tipo de inteligência é tradicionalmente aquela que a maioria dos sistemas acadêmicos ou educacionais levam em consideração e geralmente é medido em termos de quociente intelectual (QI), e ela pode ser entendida como:

  • Capacidade de compreender e entender fatos;
  • Habilidade de solucionar problemas de maneira lógica;
  • Conhecimento amplo que ajude na compreensão de situações.

Esse tipo de inteligência é adquirida conforme vamos amadurecendo e vivenciando novas experiências, ou seja, ela pode ser compreendida como nossa bagagem do mundo.

Levando em consideração que, os melhores vendedores geralmente são aqueles que conhecem sobre os mais diferenciados assuntos, e conseguem falar sobre tudo com os seus clientes, esse tipo de inteligência pode ajudar muito no desenvolvimento do relacionamento com os consumidores.

Antes que você se desespere, já adianto que não é preciso ser um gênio para estar em vendas, mas por conta da velocidade com que as situações mudam no mundo comercial, em que produtos, clientes e mercados estão em constante transformação, é importante ter uma boa inteligência cognitiva para alcançar os concorrentes e se manter atualizado.

Pessoas com a inteligência cognitiva bem desenvolvida tendem a ser curiosas e assimilar e aprender novas informações rapidamente, o que é extremamente útil quando se trabalha com vendas.

Mas, acima de tudo, vendedores que conseguem desenvolver bem sua inteligência cognitiva conseguem ligar os pontos entre o problema do cliente e a solução que empresa oferece de maneira bem mais rápida, isto é, eles conseguem apresentar soluções que estão diretamente ligada a dor do cliente e valor do produto/serviço de maneiras únicas e originais.

Entretanto existe um grande problema com a inteligência cognitiva: ela ignora o feeling do momento, sendo assim só ela não basta para que um vendedor tenha bons resultados e obtenha sucesso.

2. Inteligência emocional

Divergindo um pouco da inteligência cognitiva, e até a complementando em certos pontos, a inteligência emocional pode ser definida como a capacidade de identificar e lidar com as situações/emoções pessoais e dos que os cercam.

No mundo comercial, a importância da inteligência emocional é gigantesca, visto que por se lidar com pessoas das mais diversas personalidades diariamente, o vendedor que está na linha de frente precisa ser capaz de compreender as emoções, problemas e queixas que aqueles clientes estão apresentando.

Sem a capacidade de interpretar esses sentimentos, que só a inteligência emocional consegue prover, as chances desse vendedor conseguir atender as demandas do cliente e apresentar propostas que condizem com a necessidade física e emocional dele, são bem baixas.

Mas não só, os profissionais com uma boa inteligência emocional conseguem lidar bem com a rejeição diária e aprendem com isso a serem mais resilientes.

Atualmente, com todas essas mudanças e forte crescimento da tecnologia, a inteligência emocional e as características que ela proporciona são essenciais para o sucesso de vendas, visto que ela proporciona a criação de elos reais entre a empresa e o cliente

Algo muito interessante sobre a inteligência emocional é que ela pode ser aprendida, uma vez que com a prática e experiências, nossa bagagem emocional tende a aumentar, assim como nossa compreensão do mundo, o que reflete diretamente em como vemos as pessoas e os sentimentos que elas podem vir a expressar.

3. Inteligência tecnológica

Apesar da venda muitas vezes ser resumida a razão e emoção, existe um terceiro tipo de inteligência que pode fazer toda a diferença: a inteligência tecnológica.

A inteligência tecnológica pode ser entendida como capacidade de consumir, gerir e se integrar com a tecnologia no seu cotidiano.

Os processos comerciais estão cada vez mais utilizando ferramentas tecnológicas para se reinventarem e continuarem existindo, sendo assim ser um analfabeto tecnológico dentro de vendas, isto é uma pessoa que não consegue lidar com tecnologia, pode atrapalhar o desempenho pessoal e da empresa.

O vendedor precisa de tecnologia para vender, e não só por conta dos processos, os clientes também estão cada vez mais ligados nela e tendem a preferir meios tecnológicos para se comunicarem e negociarem.

A falta de inteligência tecnológica pode afetar toda a equipe, por exemplo, ter uma equipe de vendas que reluta em utilizar o CRM, influencia o resultado final e dificulta o aumento da produtividade dentro do setor.

Com o movimento crescente do inside sales nos últimos anos, a tecnologia dentro de vendas está se tornando cada vez mais indispensável.

O vendedor que não tem inteligência tecnológica, simplesmente não está pronto para o mercado.

Uma ferramenta que une as 3 inteligências

O vendedor de fato precisa ter essas 3 inteligências que apresentamos, entretanto, ele não necessita quebrar a cabeça para entender como utilizá-las, visto que existe uma ferramenta que consegue unir todas de maneira prática e fácil e dar o suporte necessário: o Moskit CRM.

Com funcionalidades que apresentam dados, relatórios e possibilitam até mesmo entrar em contato com o cliente, o Moskit permite que o vendedor melhore seu desempenho, e utilize sua inteligência emocional, cognitiva e tecnológica da melhor maneira possível.

Se você ainda não conhece o Moskit clique aqui para realizar um teste gratuito em nossa ferramenta e descobrir as milhares de funcionalidades que só o Moskit tem.