Como elaborar dashboards para melhorar a produtividade

Como elaborar dashboards para melhorar a produtividade

Eu sei que, para muitos gestores, a aparência do software pode  não importar. Agora, quando estamos falando de produtividade em softwares, este pode ser um dos requisitos importantes para a identificação rápida e estratégica de elementos fundamental de gestão dentro de um painel de informações.

Um dashboard é um painel visual que contém, de maneira centralizada, um conjunto informações que podem ser indicadores, números, dados e métricas dentro de um software.

Ter um painel claro, limpo e dedutível é fundamental para o rendimento de um usuário de CRM. Ele tem que entregar usabilidade, leitura clara de informações e ser esteticamente agradável para seu processo diário, mas principalmente fornecer aos usuários a clareza no tipo de informação que ele precisa.

Os dashboards personalizável como diferencial

Cada usuários precisa saber, de maneira rápida, medir o que estava acontecendo com seu processo comercial, com o mercado e com a sua empresa para ter de maneira intuitiva um orientação sobre como agir referente a quantidade de clientes ativos, o tempo da sua jornada de venda, onde colocar mais esforços e onde fica comprometido faltar.

Com a alta competitividade e a velocidade do mercado é preciso saber quase que em tempo real essas e outras informações mais críticas e pontuais. Esta com certeza é uma peça chave neste grande quebra-cabeça de vendas e para que uma equipe possa diagnosticar problemas e avançar com progressos ela precisa ter um CRM que preenche completamente as necessidades personalizadas.

A informação como prioridade

Antes mesmo de comentar sobre dashboard, precisamos garantir que entendemos o propósito deles em relação à produtividade em fechamentos dos negócios.

Um das missões fundamentais de um CRM é justamente oferecer rapidamente a um usuário, seja ele gestor ou vendedor, uma breve e imediata visão geral dos seus principais indicadores.

Além disso, temos que ter a maturidade de utilizar ferramentas que se encaixem perfeitamente na realidade existente da empresa. Não adianta ter um CRM gigante se a quantidade de dados que precisa não tem essa demanda.

Entender que nem todos os componentes de um dashboard são necessários para todos, faz com que cada nível e alçada de gestão trabalhe com o que realmente interessa a sua demanda.

Pode ser bonito um dashboard lotado de informação, mas para trabalhar de maneira mais produtiva, é preciso escolher as informações necessárias.

Como uma solução corporativa, seu CRM tem que ser flexível e adaptável o suficiente para permitir com que cada usuário construa um painel eficiente. Isso chama prioridade de informação. É assim que alcançamos a produtividade.

O dashboard prático do vendedor

O vendedor deve se atentar para as questões de produtividade, de rendimento e de organização. Uma boa rotina de CRM pode oferecer ao vendedor não só mais agilidade, mas mais precisa em uma busca por informações facilmente detectáveis.

A começar, o dashboard ideal do vendedor precisa ter lembretes e indicadores que apontem para o que ele realmente precisa ver no dia a dia. Especialmente aqueles que servem para agilizar a rotina.

Alguns bons exemplos são:

Ter sempre a vista as atividades do dia e atrasadas para que possa saber o que é prioridade, ter evidente os negócios fechados, os ganhos e abertos para que possa realmente  acompanhar as metas e saber onde deve focar mais suas abordagens e seus fechamentos e sempre ter os dados com o filtro trazendo ele próprio como responsável, exceto as metas em equipe, apenas se houver necessidade.

O vendedor sem CRM é apenas um negociador falido. O vendedor sem registro é apenas uma pessoa contando com o improviso, que nem sempre funciona. Quando você tem dados certos na mão, cada passo fica mais tranquilo e seguro.

A pergunta que deve se fazer é: O que é mais importante eu como vendedor saber que pode mudar minha realidade sobre uma venda? É isso que tem que estar no seu dashboard.

Não sabe? Nossa equipe do Moskit, tem sempre um especialista para ajudar a entender melhor como adaptar o CRM a necessidade dos clientes.

O destemido dashboard do gestor

O que será que não pode faltar no painel do responsável por gerir, identificar e organizar um processo comercial?

O painel do gestor pode conter até mais informações do que a dos vendedores. Claramente os seus relatórios precisam ser mais robustos e  completos, mas tudo precisa estar bem organizado para não sobrar informação desnecessária.

Em alguns casos é comum um dashboard para cada vendedor, mas geralmente um painel para uma equipe de até 5 pessoas já dá condições de realizar uma boa gestão.

No caso do gestor, ele precisa filtrar todos simultaneamente: Os negócios abertos e fechados, novos negócios do mês, meta, algum serviço específico ou produto que tenha um campo personalizável e tantos outros...

É por isso que é fundamental que o seu dashboard seja um painel não somente cheio de número que não vão dar a visão completa da situação comercial, mas ele tem que cercar-se de informações e saber ler esses números para deduzir o que eles significam.

Você precisa de ajuda com seu CRM. Se não consegue encontrar uma maneira de deixar seu dashboard mais prático, Faça um teste e entre em contato com a equipe do Moskit para entender melhor como usar um CRM da maneira que precisa.