Fazer uma boa gestão é aprender a lidar com emoções

Fazer uma boa gestão é aprender a lidar com emoções

Não é de hoje que estamos falando aqui sobre como aprender a lidar e identificar emoções pode ajudar profissionais da área comercial a melhorarem seus desempenhos e resultados com clientes e com o mercado.

Tem dias em que as coisas são difíceis, mas também quem aprende usar  emoções a seu favor tem uma ferramenta importante para trabalhar um processo de vendas desde a abordagem até o fechamento das vendas e consegue também despertar nos clientes emoções certas nas horas certas.

Mas, quais são as emoções?

Pesquisadores do Laboratório de Interação Social da Universidade de Berkeley, nos Estados Unidos identificaram a partir de uma pesquisa 27 emoções principais, descritas em um artigo publicado em setembro na revista Proceedings of The National Academy of Sciences.

São elas: Admiração, adoração, alívio, anseio, ansiedade, apreciação estética, arrebatamento, calma, confusão, desejo sexual, dor empática, espanto, estranhamento, excitação, horror, inveja, interesse, júbilo, medo, nojo, nostalgia, raiva, romance, satisfação, surpresa, tédio e tristeza.

Um bom exemplo é imaginar que seu cliente seja tão fiel a seu produto ao ponto de sentir admiração pela sua marca. Algumas das marcas mais maduras e conhecidas conquistaram esse status. O estudo criou até um mapa para essas emoções.

A sensação de alívio também pode ser um bom gatilho para vender mais. Colocar essas emoções em um argumento de vendas ou até mesmo em um ponto de retenção de clientes pode ser uma solução excelente para alcançar resultados melhores.

Agora, imagine só como é possível desenvolver ações e atitudes comerciais para despertar cada uma delas da maneira correta em seu cliente.

O que te pressiona e te deixa tenso?

Eu sei que você deve estar pensando que dizer isso em um texto é mais fácil do que colocar em prática, mas um dos nossos maiores desafios para aproveitar melhor das nossas emoções é justamente não as conhecer.

Acredito que de todas as emoções que possam estar presentes no dia de um gestor o que mais o faz mal é não saber direito o que exatamente o pressiona e porque se sente coagido o tempo inteiro pela ideia de fracasso.

Uma das coisas que ajuda muito a aliviar a pressão do dia-dia é aprender a dar nome aos sentimentos. Quando um cliente simplesmente não dá satisfação, ao invés de reclamar que não está conseguindo vender ou fazer uma gestão com qualidade, passe a fazer um exercício de supor o que ele pode estar sentindo para rebater.

Insegurança é um das coisas que mais pode atrapalhar. Pode estar ligada ao estranhamento, a surpresa, a medo, a ansiedade. Acho que mais do que oferecer um produto, um gestor tem que ser rápido em ler sentimentos e usá-los a seu favor.

O que causa os conflitos do cotidiano?

Boa parte dos conflitos e confusões se dão porque ao invés de ligarmos o radar e ler a realidade emocional de todos que estão envolvidos em um processo, tentamos tratar todo com uma uniformidade impessoal.

Minha dica para você que tem sempre que lidar com dias turbulentos é acostumar-se a anotar quais são os seus conflitos mais comuns para aprender a criar mecanismos emocionais para lidar quando isso acontecer novamente.

Um exemplo, se seu cliente sempre pede desconto e isso te irrita, passe a criar artifícios argumentativos que o faça ter empatia pela sua realidade. Isso pode funcionar muito bem. Não seja sempre invasivo ou combativo em seus argumentos. Em caso de conflitos, o ideal sempre é usar a arma da dor empática, da simpatia e da compreensão.

Faça questão de encarar seus conflitos mais comum. De preferência, faça uma lista a cada pessoa que tem que lidar. Naturalmente a sua maturidade para se colocar diante daquelas situações tende a mudar e você vai se educando a mudar de posicionamento aos poucos.

Conflitos são causados por tensão emocional, mas também podem ser, na maioria das vezes, resolvidos por uma robusta plataforma de inteligência emocional.

Cuidando do que realmente importa

Só tem um jeito de gerenciar imprevistos, lidar com falhas, matar as urgências e dominar prazos apertados? É contando com auxiliares tecnológicos que te deem condições de substituir emoções danosas para sua mente por satisfação diante de um trabalho bem feito.

Parece exagero dizer isso, mas imagine o seguinte cenário: Todo fim de mês você não ter que lidar com aquele monte de planilhas para levantar e cruzar dados manualmente. A satisfação de ter uma solução que facilmente pode te entregar inteligência comercial, eliminando o tempo perdido, a constante insegurança da possível falha humana e entregando tudo mais visível e intuitivo.

Imagine eliminar dores de cabeça recorrentes apenas por ter a tranquilidade de que todo seu processo comercial está bem na tela de sistema robusto, seguro e inteligente de um CRM.

Se você precisa lidar com a paz de saber que está indo com segurança para um caminho de resultados crescentes, aproveite para fazer um teste gratuito no Moskit CRM e conquistar essa maturidade emocional para si e para seu negócio.