Aprendendo a ter resultados olhando para números e pessoas

Aprendendo a ter resultados olhando para números e pessoas

Se você tem uma equipe que trabalha duro nos objetivos comuns e que busca sempre alcançar resultados consistentes em conjunto, certamente esta pode ser uma das marca de que tem se tornado um gestor de qualidade, mas, antes de olhar apenas para isso, precisamos entender que apenas números não garantem um gerenciamento saudável.

O mais complexo não é encontrar resultados bons dentro de equipe, mas sim conseguir mantê-los ao mesmo tempo que sua equipe permanece motivada. Indicadores de resultados precisam ter duas pontas: Pessoas e dados.

No final, gerenciar exige inteligência para lidar com pessoas enquanto delega e motivar as pessoas, bem como envolvê-las nas tarefas e orientá-las diante dos desafios. Isso quer dizer: Aprender a recompensar e disciplinar a medida em que as coisas vão acontecendo.

A gestão é composta de muitas realidades e de contextos diferenciados demais, mas há algumas coisas que podemos apontar como um termômetro para manter a equipe a todo vapor.

Propiciar um clima organizacional produtivo e saudável

Não é segredo para ninguém mais que o ambiente em que estamos inseridos nas empresas contribuem ou boicotam completamente os funcionários e a cultura de uma empresa.

Quando dizemos um ambiente de trabalho saudável, não quero dizer apenas criar um universo artificial para ser "cool" para as pessoas. É preciso realmente ter um local de trabalho que entregue condições necessárias para ser produtivo, respirar, comer, beber e sentir-se bem consigo e com o ambiente.

Além disso, ter um clima que favoreça a necessidades de manter as pessoas fora de perigos convencionais e oferecer a elas uma boa remuneração que garanta a produtividade sem preocupações externas e etc...

Talvez o mais complexo seja manter um ambiente em que as relações interpessoais sejam estáveis e tranquilas e que possam ocasionar amizades, o senso de acolhimento e afetividade, mas estamos falando de manter um bom relacionamento não só entre lideranças e equipe, mas também em todos os demais setores.

Atrair e reter talentos

Um dos desafios dos gestores é manter equipes. Isso quer dizer, não só trazer novos talentos para o time, mas evitar que aqueles que se destacam queriam sair.

Para isso, investir em treinamentos pode diminuir o déficit de capacitação que existe no mercado de trabalho. A grande vantagem em incentivar treinamentos dentro de casa é realizar uma gestão que tenham mais foco em objetividades de tarefas no dia-dia dos vendedores, bem como educar no sentido de gerir uma autodisciplina e senso de pertencimento.

Todo mundo quer participar de empresas que pode ver um aprendizado contínuo ao passo que é difícil sentir-se desvalorizado quando se vê claramente o investimento de empresas em pessoas.

Para desenvolver talentos é preciso aproximar profissionais com potencial daqueles que já apresentam um bom desempenho. Por isso, um bom método é ter times mistos que em que o compartilhamento dos mais competentes possam ser objeto de aprendizado para todos.

Pessoas talentosas são aquelas movidas em serem desenvolvidas, desafiadas e provocadas. Explorar o potencial de pessoas é o que as movem.

Estimular o pensamento criativo

Embora pareça que somente o setor de marketing que tem a obrigação de ser criativo, o comercial também precisa ter uma cultura de ser inovadora e criativa em todos os seus processos.

Incentivar pessoas a serem criativas quer dizer fazer com que elas se desenvolvam no que diz respeito ao trato com outros. Vendedores precisam encontrar novas formas de abordagem, de fechamento, de ser cuidadoso, aplicado e atencioso com pessoas.

A dedicação contínua a criatividade transforma ambientes comerciais em possíveis laboratórios de comportamento para vendas. Além disso, quando somos mais criativos também criamos uma cultura corriqueira de incentivar o senso de coletividade e complementaridade. Ninguém cria sozinho.

Estabelecer e monitorar as metas e os prazos de entrega

Não há nada mais valioso dentro dos processos de vendas e da cultura de feedback que ter um sistema que deixa tudo mais transparente e constante na relação entre gestão e funcionários.

Neste sentido, aprender a colocar metas que sejam desafiadoras e possíveis precisa ter em seu plano de fundo um planejamento bastante consistente. Se é difícil definir a melhor meta de maneira cega ou apenas na intuição, quem dirá atingi-las.

Não há consciência da realidade sem metas. Quando falamos de gerir uma empresa e ter sucesso com ela, só há um caminho: Conhecer o terreno em que está pisando com a maior precisão que conseguir.

No entanto, as metas são apenas instrumento de planejar e enxergar mais longe. Não devem substituir o exame racional da realidade, mas sim apoiá-lo. Metas desconhecidas é sinal de falta de planejamento e comprometimento.

Por isso, aprender a ler a realidade a partir de dados não só ajuda nas avaliações mais objetivas de uma gestão, mas também naquelas subjetivas. Aprender a ler relatórios é aprender a ler comportamentos de pessoas.

Se você precisa saber mais como funciona a sua gestão comercial e quer dar um passo a mais para aprender a ler sua equipe e atingir melhores resultados, faça um teste gratuito no Moskit CRM.