3 dicas tecnológicas para vender mais em feiras e exposições

3 dicas tecnológicas para vender mais em feiras e exposições

Muitos dos profissionais de eventos, sejam expositores ou organizadores, negligenciam o processo de vendas em eventos, concentrando-se em ações que têm pouco impacto e oferecendo um retorno sobre investimento – ROI – muito baixo. Mas sabemos que todo evento bem sucedido é o resultado de um bom planejamento e uma ótima preparação.

O mesmo aplica-se quando olhamos para o processo de vendas do evento, onde é vital que você tenha o tempo correto para permitir a tomada de decisão clara para obter melhores resultados.

Sabendo que as vendas de eventos podem ser uma parte crítica do processo de planejamento estratégico antes mesmo de começar a olhar para o gerenciamento operacional, fizemos esse artigo com três dicas imperdíveis para você! Confira agora mesmo!

1. Use a tecnologia a seu favor

Os patrocinadores não negam a importância de um estande em um evento, ou mesmo da exposição física da sua marca, contudo isso já deixou de ser suficiente. O meio digital permite que os patrocinadores criem campanhas de ativação de sua marca desde antes do evento e, quando ele, de fato, acontece, podem interagir mesmo com aqueles que não estiverem presentes no estande.

Se você utilizar a tecnologia a seu favor, poderá vender ainda mais. Afinal, os participantes já esperam por isso. Mas uma dúvida que muitos organizadores e expositores se deparam é: como?

Bem… Um aplicativo que disponibiliza o coletor de dados, por exemplo, já constituirá uma fonte de dados extremamente valiosa para os patrocinadores, facilitando a captura de contatos, gerando mais receita para o seu evento e entregando mais oportunidades aos expositores.

2. Seja cauteloso

É notável a maturidade de todo o ecossistema, composto por fornecedores e desenvolvedores cada vez mais experientes.

Por isso, surgirão fornecedores oferecendo preços atraentes demais e produtos cada vez melhores. Ao mesmo tempo, o volume também garante preços mais competitivos. Ainda que valores elevados não sejam representativos de qualidade, é sempre bom manter um pé atrás em relação a ofertas suspeitosamente atraentes.

Pode ser fácil ignorar todas as particularidades do mercado, ou, simplesmente, desconhecê-las. O resultado disso costuma ser um produto de qualidade e utilidade
questionáveis.

No caso de teconologia para eventos, diversos novos desenvolvedores e designers passaram a atuar no segmento mobile. Uma porção deles talvez tente a sorte desenvolvendo os tais aplicativos para eventos citados já na primeira dica.

Na dúvida, observe o portfólio e capacidade de retenção e fidelização de clientes de seus fornecedores, essa costuma ser uma boa pista.

3. Descubra a melhor forma de transmitir informações sobre o seu evento

O desejo pela redução do uso de materiais impressos em eventos é crescente. Quando pensamos em guias de programação e afins, é importante que os organizadores utilizem soluções propriamente capazes de substituir o papel.

Por isso, considerar os aplicativos como meros substitutos dos velhos panfletos é subestimar a tecnologia e os esforços envolvidos na construção de um bom produto. Se essa é a ideia, basta sugerir aos participantes que façam o download de uma versão digital da programação em seus smartphones. Todavia, em 2018, isso, sem dúvidas, não será o suficiente.

Mais do que uma lista de programação, os participantes têm expressado o desejo por uma interação mais profunda com as informações do evento, agendando atividades, favoritando outras, adicionando anotações e recebendo atualizações sobre eventuais mudanças em tempo real. Além disso, os próprios perfis de outros participantes do evento se tornam objeto de interesse, e suas interações tendem a produzir ainda mais informações. Assim, os aplicativos se convertem em hubs para tudo aquilo que for relativo ao evento, e, consequentemente, seu principal ponto de acesso.

Conclusão

A reflexão leva à contemplação daquilo que deu certo, ou não, e suas conclusões devem suscitar na criação de um novo plano de ação. Ainda que, para muitos, a máxima “não se mexe em time que está ganhando” seja irrepreensível, há todo um histórico que corrobora para demarcar uma eventual estagnação como um inimigo cruel e implacável dos mais diversos empreendimentos, inclusive, eventos.

O segmento de aplicativos móveis, em particular, é extremamente dinâmico. A cada ano, os fabricantes de smartphones criam produtos mais poderosos, e os sistemas operacionais que os equipam se tornam mais versáteis e repletos de recursos. Fique de olho no que acontece no mercado e nas novidades que surgem. Em seguida, certifique-se que o seu fornecedor está atento a tudo isso. As novidades são promissoras e o futuro pode ser brilhante, basta abraçar o que ele oferece de melhor!

Gostou das nossas dicas? Confira as novidades no mundo de eventos no blog da mobLee e os nossos conteúdos gratuitos para te ajudar a organizar eventos ainda melhores! Ah! E se você está procurando soluções tecnológicas para os seus eventos, conte com a gente!

alt