A comunicação de vendas é uma estratégia muito desvalorizada.

Isso não deveria acontecer, já que a forma que o gestor se comunica com seus colaboradores é uma mensagem vedada de como eles devem tratar seus clientes.

Quando se trabalha com vendas, a comunicação é o fio condutor entre o cliente e o vendedor. Essa cultura de diálogo deve e precisa ser trabalhada internamente na empresa, para que se possa refletir externamente. 

A importância da comunicação na venda é tamanha que sem ela não existe negociação ou ações de vendas. 

Quando um elo é criado entre a empresa e os colaboradores, eles se sentem mais confortáveis para expressarem suas opiniões e permanecerem no trabalho durante pausas e intervalos.

Muitos funcionários se sentem pressionados, não ficam aconchegados no interior da empresa e o estresse, a má vontade e o cansaço começam a prevalecer.

Essa cultura de relacionamento interno faz parte da comunicação interna e colabora para uma melhor interação entre os membros da equipe de venda, possibilitando a troca de informações de forma mais precisa e resolução de problemas pontuais.

Veja a seguir:

  1. A importância da comunicação na venda
  2. A importância da comunicação interna nas empresas
  3. A linguagem não verbal é importante em uma negociação? 
  4. Estratégias capazes de melhorar a comunicação interna
  5. Dicas de ferramentas de comunicação de vendas
  6. A comunicação interna não vai melhorar a menos que o processo comercial esteja organizado.

A importância da comunicação na venda

Embora já esteja claro para alguns o impacto da comunicação em vendas, é importante revisar alguns benefícios que essa estratégia pode agregar.

Todos os dias novos clientes chegam até a sua empresa, provavelmente atraídos pela comunicação de suas ações e campanhas. Ao chegar até você, eles esperam que a coerência passada se mantenha.

Sem uma comunicação fluida, coerente e eficaz, é possível que se perca clientes e prejudique a imagem da empresa.

Quando se trabalha bem a comunicação de vendas, isto é, um padrão e fluidez, se torna mais propenso a conseguir manter a atenção do cliente e fazer com que ele confie que sua dor será levada em consideração.

A comunicação de vendas não influencia apenas os clientes que estão localizados no topo do funil, ou seja, que foram atraídos através de estratégias e ações. Para fazer com que eles desçam e cheguem até o fundo do funil, é crucial que se domine essa técnica. 

A importância da comunicação interna nas empresas

Assim como é importante se comunicar com os clientes, a comunicação interna de vendas faz toda a diferença.

Uma equipe conectada, que se entende e se comunica de maneira apropriada, tem uma propensão muito maior de conseguir lidar com as adversidades e se sobressair.

A comunicação interna não é importante apenas para conquistar novos clientes, é através dela que se compreende os pontos fracos e fortes e se entende quais as mudanças precisam ser implementadas.

Através de uma fluidez na comunicação interna, é possível trocar ideias e estabelecer critérios pautados na compreensão do que está sendo discutido.

Um dos objetivos da comunicação interna é aumentar o engajamento entre as equipes, e as tarefas que eles executam, já que por ter um canal em que as ideias fluem com clareza, cada um entende melhor o seu papel e as funções que precisa executar para que as metas sejam alcançadas.

A comunicação interna também dá voz às equipes, que muitas vezes acabam virando refém do autoritarismo e da falta de diálogo. Ao dar o poder delas se expressarem, elas conseguem apresentar uma visão mais completa e aguçada do verdadeiro cenário interno.

As equipes também podem colaborar com ideias e soluções que muitas vezes podem não parecer tão óbvias para a liderança.

Algo que também pode ser considerado um dos benefícios dessa cultura, é o fortalecimento do clima organizacional, isto é, a visão que os colaboradores têm sobre a empresa por conta de seus elementos e de sua estruturação. 

A cultura organizacional pode ser compreendida a partir do relacionamento de colegas, da remuneração, presença de conflitos e afins, logo ao estabelecer o hábito da comunicação interna, o clima organizacional se propaga. 

Outro ponto que deve ser considerado é a comunicação interdepartamental.

Quando não existe a cultura de se comunicar internamente, os departamentos acabam não se envolvendo e entendo a importância de cada um na cadeia empresarial, fazendo com que tudo fique ainda mais segmentado. 

A comunicação interdepartamental permite que a empresa inteira trabalhe em foco de um único objetivo, levando mais união e harmonia para o ambiente de trabalho.

A linguagem não verbal é importante em uma negociação? 

É comum pensar que a comunicação de uma negociação se resume apenas ao que é dito ou escrito, mas existe uma comunicação não tão falada: a não verbal.

As ações, gestos e expressões que você passa ao seu cliente também contam muito na percepção dele sobre o que está sendo discutido.

Vale a pena até um pequeno estudo sobre linguagem corporal, pois ela pode beneficiar não apenas a maneira como você se porta perante um cliente, mas também a sua compreensão das reações dele.

Tudo o que você fala deve acompanhar sua linguagem não verbal.

Por exemplo, você afirma ao seu cliente que tem como interesse solucionar a dor dele, mas sua expressão não passa confiança, ou até mesmo, demora para entrar em contato, nem que seja para comunicar que ainda está envolvido com o problema dele e ativamente em busca de uma solução.

Quando suas atitudes não verbais e verbais não combinam, tudo entra em conflito e o cliente passa a desconfiar das ações.

Sendo assim, é possível dizer que sim, a comunicação não verbal tem um grande peso nas negociações, já que ela pode passar segurança e dar respostas que os clientes precisam.

Algo que é importante ponderar também é que no modelo inside sales, vendas internas, ela se faz ainda mais importante, uma vez que muitas vezes tudo o que o cliente tem é sua voz e imagem, logo ele precisa se apegar a esses detalhes para tomar sua decisão.

Estratégias capazes de melhorar a comunicação interna

A inserção da comunicação interna nas empresas precisa ocorrer aos poucos, como qualquer mudança.

Não existe uma fórmula mágica que engaje todos os colaboradores de uma única só vez, o processo é gradativo e demanda paciência de quem está executando e de quem está se inserindo.

Um bom começo para melhorar a comunicação interna na empresa é o investimento em diálogo.

Para que exista uma comunicação é preciso que emissor e receptor estejam dispostos a participar da conversa. Sendo assim, é importante que o gestor e o vendedor saibam escutar e, é claro, falar.

O feedback é uma ótima ferramenta para agregar no processo da empresa, pois possibilita pontuar comportamentos que não condizem com a política interna.

A hora do feedback também é propícia para que o colaborador e o gestor exponham suas opiniões sobre o relacionamento deles, como pontos que não os agradam.

Criar essa cultura em que o diálogo é totalmente aberto é algo que colabora para que futuros problemas sejam solucionados rapidamente.

Ter metas e objetivos concretos é outra estratégia que precisa ser inserida na empresa.

O vendedor precisa saber qual o objetivo dele em fechar 30 vendas por mês, por exemplo, ou, então, ele não verá qual o ponto em se esforçar.

Quando o vendedor sabe quais são as metas da empresa, ele compreende os parâmetros usados para realizar cobranças em relação a suas tarefas.

Uma forma de revisar e repassar esse tipo de informação é agendando reuniões periódicas com a equipe de vendas para que cada um informe o que está sendo feito e quão perto estão de cumprir essas metas.

Mas, veja bem, essas reuniões não são uma forma de cobrança ou um mecanismo para pressionar os colaboradores. Elas são um meio da equipe se comunicar e trocar ideias.

A troca de ideias é extremamente importante para a estruturação de uma comunicação interna eficiente. É nesse tipo de dinâmica que nasce a confiança e laços começam a ser criados.

Realizar dinâmicas com o time comercial também podem ser uma forma de melhorar a comunicação. Momentos de descontração deixam o clima mais leve e pessoal.

As dinâmicas não só servem para melhorar comunicação, elas também ajudam na exposição de ideias.

Lembra sobre aquele ponto da comunicação interna refletir na forma que os vendedores tratam os clientes?

A postura do líder é extremamente importante.

Se o gestor do time de vendas não se preocupa em manter um relacionamento com os vendedores ou clientes, esse comportamento será um reflexo direto de como os colaboradores podem se portar.

Por exemplo: o gestor que não liga em ser educado com seus colaboradores passa a mensagem direta de que o vendedor pode ser grosso, já que essa é a cultura da empresa.

O gestor precisa ser o espelho dos vendedores.

Dicas de ferramentas de comunicação

Para melhorar a comunicação interna, algo que pode ser interessante é a integração de ferramentas.

A comunicação interna não precisa se manter no âmbito presencial, ela pode ser online, facilitando a proximidade com os membros de outros departamentos, por exemplo. 

Com o avanço da tecnologia nas vendas é possível se comunicar instantaneamente com qualquer pessoa que também tenha acesso a algum tipo de tecnologia similar.

Essa instantaneidade é fundamental para quem trabalha com vendas, já que algumas vezes é complicado ter que se dirigir a seus colegas para sanar uma dúvida ou conversar, pois muitas vezes eles podem estar longes, ou do outro lado da cidade, mas, com essas ferramentas de comunicação, esse contato pode ser feito rapidamente em momentos de emergência.

Alguns exemplos de ferramentas internas são o WhatsApp, Slack e Hangout, que facilitam essa comunicação.

Mas essa comunicação por ferramentas não precisa ficar limitada apenas ao setor interno de vendas, uma vez que se você trabalha com inside, elas são essenciais.

Aqui no Moskit, somos grandes fãs do Whatsapp por ser uma ferramenta extremamente versátil e de fácil acesso tanto para os vendedores, quanto para os consumidores.

Atualmente o Whatsapp é a ferramenta de comunicação mais utilizada do Brasil, e possui até a função business para empresas que o utilizam como canal de negociação.

Saiba mais: Como vender pelo whatsapp: guia completo Moskit

Em empresas adeptas ao home office, ter ferramentas como essas é essencial.

Para que isso rode dentro da sua empresa, é essencial que se tenha um processo interno e externo bem estruturado, e para que isso aconteça é importante que se estabeleça um plano de vendas e tenha a comunicação como prática. 

Melhore sua comunicação interna e externa

Quando tudo é um caos, não importa quanto tempo seja investido para que a comunicação melhore, tudo continuará caótico.

É importante compreender o que está acontecendo tanto internamente, quanto externamente, uma vez que as duas esferas são interdependentes, logo se uma está afetada, a outra sentirá o impacto.

Aprender a dominar esses dois extremos é muito importante, e apenas uma ferramenta de CRM é capaz de fazer isso com maestria.

Registrando informações de seus clientes, é possível entender o padrão de comportamento deles, as principais dificuldades e o que pode ser melhorado na comunicação para que se engajem ainda mais com a empresa.

O Moskit CRM pode te ajudar a entender seus clientes e melhorar a integração da equipe de vendas, faça um teste grátis e conheça tudo que o Moskit CRM pode fazer por você.