Moskit Board: A venda não acaba quando termina

Moskit Board: A venda não acaba quando termina

Alguns conceitos acabaram se tornando populares no mundo das vendas.

Talvez o principal deles seja o princípio do Funil de Vendas. Uma estrutura, dividida em fases, onde a lead se desenvolve até chegar ao fechamento do negócio. Após o fechamento, o cliente entra na fase de suporte, normalmente sendo tratado pelo sucesso do cliente.

Mas não é exatamente assim que acontece em muitos casos. Em diversas situações, o fechamento da venda representa apenas o início de um projeto.

Uma empresa que trabalha vendendo softwares complexos, por exemplo, é preciso ter visão de todo processo de implantação que acontece após a venda. O mesmo para o escritório que planeja moveis, ou a agência de marketing que realiza ações.

Em muitos casos fechar negócio ainda significa que outros processos serão executados para que o cliente considere-se satisfeito com sua compra. Mas se o modelo do funil termina a venda no fechamento, como podemos gerenciar estes próximos passos?

Board: seus projetos dentro do CRM

Faz algum tempo que alguns usuários do Moskit estão utilizando o Board, em sua versão beta, para gerenciar seus projetos. Agora essa ferramenta está disponível para todos os usuários.

O Board funciona como uma ferramenta de gestão de projetos, mas com uma abordagem bem simplificada, para evitar complicações desnecessárias na hora de transformar um fechamento em um novo projeto em andamento.

Utilizando o Board é possível realizar toda gestão pós-vendas, dividindo-as em passos claros. Favorecendo uma visão clara e objetiva do andamento do projeto. Como toda estrutura está integrada com os dados do CRM, o acompanhamento do projeto já traz informações de negociações, vendas e contatos.

As vendas podem ser rapidamente transformadas em projetos, sem necessidade de ações extras e já envolvendo todos os responsáveis. Todos os passos que já foram estabelecidos serão seguidos e os envolvidos notificados. A produtividade sobe e o tempo de atendimento cai.

Mas eu não entendo de projetos, o que fazer?

Quando um cliente decide adotar um CRM, seus processos interno normalmente não estão definidos. Suas necessidades são traduzidas no momento da implantação e um funil é criado, trazendo a operação do cliente para realidade do relacionamento com o cliente.

A mesma ideia deve ser adotada ao pensar no Board de projetos. Por mais que ainda não exista o controle do que acontece após uma venda descrito diretamente, adotar a ferramenta serve como motivador para pensar nesses processos e criar esse controle

O objetivo é sempre identificar ações claras numa camada macro, definindo sempre um responsável para garantir que a atividade seja executada. Assim, mesmo quem não faz gestão da pós-venda poderá desenvolver com facilidade os passos de uma entrega.

Um horizonte além

Toda proposta do Board é fazer a atuação do vendedor ir além do fluxo normal de vendas. Obtendo melhores informações e fornecendo um atendimento melhor.

As facilidades são muitas:

  • Veja o que pode ser facilitado na utilização da funcionalidade:
  • Acompanhamento dos projetos através de etapas pré-determinadas;
  • Facilita a abertura de um projeto sempre que marcar uma venda fechada.
  • Agendamento de atividades e compromissos para os projetos
  • Linha do tempo específica para o projeto com o histórico centralizado

Além do objetivo amplo de melhorar a qualidade das vendas, a ideia é centralizar tudo numa mesma ferramenta, herdando os mesmos dados, garantindo que não exista atraso ou esforço extra, apenas resultados.

Para usar o Board de projetos e acompanhar toda pós-venda das suas negociações, basta clicar aqui e fazer um teste grátis no Moskit. Se você já é cliente, o Board estará disponível entre as funcionalidades do Moskit.

A união do CRM com o Board de projetos vai elevar sua operação de vendas para um novo patamar.