As habilidades de gestão de pessoas que você precisa melhorar

As habilidades de gestão de pessoas que você precisa melhorar

Hoje temos um ambiente de trabalho cada dia mais dinâmico. Isso quer dizer que já não é suficiente mais um gestor apenas conhecer números e resultados, mas aprender a liderar uma equipe diversa.

O líder precisa ser capaz de motivar e inspirar pessoas a agirem além do seu desempenho convencional ao mesmo tempo em que tem que resolver complexos problemas que podem existir numa cultura de trabalho de alto desempenho.

Nesse contexto, o gerenciamento eficaz de pessoas é ser capaz de aprender a como render mais com uma equipe e influenciá-los a ter uma produtividade considerável.

As duas coisas tem uma correlação direta com a maneira como que os funcionários entendem seu lugar no espaço de trabalho e como lidam com as suas motivações para trabalhar de maneira mais produtiva.

Que habilidades estão em falta e podem fazer toda diferença nos resultados de gestão de pessoas? Você precisa se preocupar com isso, e, de preferência, educar-se nesses sentidos.

Concentre-se em conhecer o capital emocional

A primeira coisa que todo gestor precisa para melhorar sua habilidade de gerir pessoas, obviamente, é saber entender as pessoas.

Para isso, precisa preocupar-se em obter orientação do comportamento da sua equipe. Este é um micro gerenciamento que pode te levar a conhecer mais sobre o corpo emocional de cada um.

O quanto você conhece cada um da sua equipe? Como você sabe em qual área cada um precisa investir? Esteja aberto a entender melhor por meio de métricas e abordagens qual é a direção do esforço que precisa fazer e como você pode ser capaz de aproveitar melhor os pontos fortes das pessoas e gerar maturidade para promover determinada autonomia sem ter ficar falando sempre o que precisa ser feito.

Capacite-se e corra atrás do conhecimento sobre pessoas e potencialize as habilidades que seu time precisa. Quando você conhece o que seu liderado sente, você tem mais facilidade em engajá-lo.

Envolva todos em tudo

A falta de engajamento de equipes se dá principalmente porque alguns setores não têm conhecimento do todo e perde a noção do seu papel dentro da engrenagem de atuação em que se encontra.

Uma das maneiras de promover o senso de equipe é dizendo o tempo inteiro para sua equipe quais são os sonhos coletivos de uma organização. Além disso, quando se cria uma cultura de transparência entre gestores e liderados abre-se mais ainda a porta para uma comunicação mais objetiva.

Toda equipe tem uma mistura de introvertidos e extrovertidos. O jeito mais fácil e certeiro de uni-los é criar interações possíveis entre eles. Isso não quer dizer promover forçadas apresentações. Estamos falando de uma dinâmica em que todos possam sempre participar de processos contribuindo à sua maneira.

Certifique-se que está envolvendo todos dentro de uma comunicação abrangente e que até mesmo os mais silenciosos possam ter seu espaço garantido nas decisões. Um ambiente favorável faz com que até mesmo os mais tímidos ganhem segurança para participar.

Aprenda mais sobre a habilidades de comunicação

Todo problema de uma empresa geralmente é problema de comunicação. Linhas cruzadas, desinformação, processos longos e falta de interesse na melhora do processo de comunicação geram ruídos preocupantes.

O problema dos gestores é que elas se preocupam apenas com números, métricas e resultados, mas poucos investem em como melhorar a comunicação nas quatro pontas: liderança, liderados, clientes e mercado.

Mensagens importantes precisam ser repetidas várias vezes e de maneira enfática. Líderes precisam aprender a conversar de forma transparente e aprender a ser mais objetivo no formato de divulgar metas e objetivos. Eles precisam garantir que todos estejam na mesma página

Quando todos têm a mensagem clara, a confiança da equipe aumenta e o senso de responsabilidade muda. Quando líderes são pessoa hábeis para usar histórias e anedotas como ferramenta, eles tendem a se comunicar melhor com a outra ponta do processo.

Chega de clichê, aprenda a praticar a empatia

Parece elementar, mas: Tratar com pessoas de maneira empática é mais que se colocar no lugar dela, é aprender a ouvi-la e entender o seu lado.

Talvez esta seja uma das mais importantes habilidades de gerenciamento de pessoas para os líderes, mas talvez a mais difícil de ser aplicada de maneira eficiente.

Cultivar a capacidade de se colocar no lugar de seus funcionários é raridade. No entanto, para entender determinados pontos e limitações, este é um exercício quase que diário.

Saber como o outro se sente, não só vai ajudar a tomar melhores decisões a longo prazo, como também pode criar um forte caminho na criação de um ótimo ecossistema de trabalho no escritório.

Use gatilhos de reconhecimentos e contribuições

Todo funcionário gosta de entender que está indo bem desempenhando seu papel. A única forma dele compreender isso de maneira mais valorosa é quando os seus superiores reconhecem seus esforços e contribuições.

Pensando em gerir pessoas, este é um aspecto importante. Isso não quer, de maneira alguma, dizer que funcionários devem andar apenas baseado em elogios e prestígios, mas criar uma cultura de reconhecimento ajudará demais a lidar com as inseguranças das pessoas.

Não só aumenta a confiança do indivíduo como também gera uma motivação a mais para trabalhar de acordo com os objetivos da organização. Quando sabemos que estamos indo para o lugar certo, temos a validação necessária para querer chegar lá mais rápido.

Aproveite a tecnologia para criar um sistema robusto de feedback, que você possa realmente dizer as pessoas no que elas podem melhorar e ajudá-las a rastrear os seus resultados mais importantes.

Promova o crescimento dos seus liderados dentro da empresa apenas sabendo entender melhor como funciona o modelo emocional dele, como ele gosta de conversar, como percebe-se envolvido e trazendo gatilhos de reforço de resultados. Para fazer isso, faça um teste gratuito no Moskit e seja capaz de entender melhor seu time.