O gestor de vendas pode ajudar na saúde mental da equipe

O gestor de vendas pode ajudar na saúde mental da equipe

Dados e métricas são imprescindíveis para o desenvolvimento de qualquer negócio, mas devemos tambem olhar um pouco além do que os números dizem.

Por trás de todos os resultados que observamos diariamente nos dashboards gerenciais, existem inúmeras pessoas que respondem por estes números.

Tudo o que mensuramos é a combinação do esforço de um time, envolvendo mais do que apenas empenho profissional. Todo progresso traz também um custo emocional para vendedores e outros auxiliares da equipe.

O estresse do cotidiano profissional somado aos problemas pessoais que cada um enfrenta diariamente podem prejudicar a saúde mental dos profissionais, causando doenças como depressão e sindrome de burnout.

Linguagem importa mais do que achamos

Dentro do mercado profissional existe o costume de usar palavras fortes e as vezes agressívas para tentar motivar ou reforçar que uma cobrança é importante. O problema é que o peso dessas palavras muitas vezes transmitem a ideia errada, e principalmente para quem já possui depressão ou algum outro tipo de condição psicológica, frases agressivas no momento errado podem servir como gatilho.

Imagine um membro do time que sofre com depressão, num dia de crise, ouvindo num tom agressivo alguém questionando "vai ficar de preguiça, ou quero visitar o RH?".

Frases assim muitas vezes são ditas como brincadeira, mas quando ditas no momento errado podem desencadear consequências graves para a saúde mental de alguém que é importante para seu time.

Incentive conversas honestas

É importante para o gestor baixar as defesas para que seu time sinta-se a vontade para se abrir, compartilhando problemas e dificuldades.

Quando falamos sobre doenças relacionadas à saúde mental, é fácil subestimar a profundidade e deixar as pessoas doentes sentindo que estão erradas e falhando com o time.

O ideal é sempre conversar sobre o assunto e enfatizar que, se alguém estiver passando por momentos difíceis pode sempre conversar para tentarem encontrar uma saída juntos.

Suporte e diálogo podem impedir mal entendidos e evitar que problemas se tornem ainda mais graves.

Fique de olho aberto

Observe períodos prolongados de tristeza, quedas na interação com o time e mudanças bruscas de humor. Mesmo se algum membro do time não se sentir aberto para buscar algum tipo de apoio, fique de olho e saiba chamar para conversar quando observar que o comportamento apresenta depressão.

Alguns exemplos são:

  • Tristeza excessiva;
  • Falta de energia;
  • Irritabilidade fácil ou apatia;
  • Mal-estar geral, principalmente aperto no tórax;
  • Aumento ou perda de apetite;
  • Alterações do sono, como insônia ou muito sono;
  • Perda de interesse por atividades que eram interessante

Uma abordagem direta tem o objetivo de aconselhar a busca de terapîa ou algum médico especialista em saúde mental, mas deve ser feita com muito cuidado para não soar uma ameaça ou reclamação por uma possível queda de desempenho.

O gestor deve deixar claro que está preocupado com a pessoa e não com os números, caso contrário um laço de confiança será quebrado.

Todos devem entender e saber reagir

Palestras devem ser realizadas com frequência para que todos entendam os perigos e consequências de doenças como depressão, sindrome de burnout, transtorno bipolar e várias outras que afetam a saúde mental e que são cada vez mais populares.

É interessante que todos sejam capazes de entender a mudança no comportamento e saber o jeito certo de abordar o assunto e incentivar a busca por algum tipo de ajuda. Mais ainda, é necessários que todos compreendam depressão como uma doença verdadeira e não assumam o lado de inimigo crítico, que cria pressões e cobranças exageradas em cima dos colegas que já estão debilitados.

--

Saúde mental é tão importante quanto saúde física. É preciso entender que, por mais que não seja uma debilidade visível do lado de fora, por dentro as dificuldades são enormes.

O consumo de antidepressívos chega a crescer 74% em um ano, indicando uma epidemia moderna que precisamos ficar atentos. Essa é a parte que onde eu normalmente diria que a depressão pode também prejudicar seus resultados, mas isso, nessa perspectiva, deve ficar em segundo plano.

Quando tratamos da saúde da nossa equipe, precisamos pensar primeiro em como as pessoas vão se recuperar.

No Moskit temos uma forte preocupação na saúde mental e na felicidade dos nossos times, buscando refletir todo esse cuidado na forma que nosso CRM é desenvolvido, nosso atendimento é realizado e no ânimo da nossa equipe de vendas.

Se ainda não conhece nosso trabalho, clique aqui para fazer um teste grátis no Moskit, o CRM de quem procura melhorar a vida do time de vendas.