Minha equipe de vendas consegue se virar sozinha: será mesmo?

Minha equipe de vendas consegue se virar sozinha: será mesmo?

Grande parte das empresas têm o mesmo foco: vendas. Não importa se estamos falando de uma fábrica de doces, uma empresa de desenvolvimento ou uma academia de ginástica. No fim, todos os negócios precisam de um vendedor na ponta garantindo que a receita aumente ao fim do mês.

É por isso que vendedores costumam ser visto como as estrelas da empresa. Recebem boas comissões e, quando se destacam, conseguem negociar mais bônus e regalias. Nenhum empresário quer perder o motor que faz o dinheiro chegar ao caixa.

Mas essa responsabilidade colocada nos ombros dos profissionais de vendas também tem seu ponto negativo. Os resultados são rígidos e os números tirados a limpo. Mais ainda, todo esse peso vem atribuído ao pensamento de que todo processo de vendas depende apenas do vendedor.

Vender é um trabalho em equipe

O status atribuído aos vendedores assemelha-se aos grande artilheiros do futebol. Se um atacante faz muitos gols, ele é exaltado e ninguém atribui os louros ao resto do time. Da mesma forma, quando o resto da equipe não faz sua parte e o time sai perdendo, o atacante é quem não fez sua parte.

É importante ter em mente que tanto no futebol quanto nas vendas, a realidade não é assim.

O trabalho de vendas começa bem antes da conversa com o cliente. Até um produto chegar ao radar do cliente, a equipe de marketing trabalhou duro para desenvolver estratégias e produzir campanhas. Da pequena farmácia de esquina até grandes multinacionais, existe alguém que fez o trabalho de se mostrar ao público.

Além disso, o vendedor utiliza uma série de materiais que foram produzidos para apoia-lo nas vendas. Textos, artigos, ebooks e vídeos, todos utilizados como ferramenta de informação e que fazem parte do processo de encantamento do cliente.

Quando o vendedor chama o cliente para fechar negócio, existe todo um trabalho que já foi realizado, construindo a percepção que dará maior impacto ao discurso de vendas. Se o vendedor não estiver cercado por uma boa equipe de apoio, é quase impossível garantir bons resultados.

Vender requer estrutura

Tudo que rodeia o vendedor afeta seu trabalho. Do telefone, aparelho celular, computador, internet e sala para reuniões, até os inúmeros detalhes que passam despercebido para os olhos desatentos, tudo influência na hora de fechar um negócio.

Uma empresa focada em vender deve estar atenta a essas necessidades, garantindo que não haverá falhas na estrutura de comunicação e que os computadores e equipamentos que são utilizados para demonstração estejam plenamente funcionais.

Falhas na estrutura que apoia o vendedor podem ser percebidos pelo cliente, transmitindo a sensação de que, por isso, falhas estarão presentes no produto.

Vender requer tecnologia

Não é raro encontrar vendedores trabalhando com dezenas de planilhas, blocos de notas e papeis avulsos rabiscados pela mesa.

O cenário pode parecer o suficiente para que vendas aconteçam, mas os danos causados pela falta de uma tecnologia específica são enormes.

Localizar informações em extensas planilhas é um processo complicado, principalmente quando é necessário verificar registros de contatos e mensagens que foram trocadas entre cliente e vendedor. Uma única venda pode conter dezenas de mensagens e ligações que, ao longo da vida do cliente na empresa acabam multiplicando-se.

Ser capaz de encontrar informações, cruzá-las e extrair indicadores é essencial para reajustar a estratégia e entender pontos que não estão funcionando.

Sem a tecnologia adequada, informações são apenas objetos de consulta, perdendo todo potencial de inteligência comercial e a capacidade de direcionar o andamento da empresa.

O apoio tecnológico fornecido por ferramentas de vendas são um apoio essencial para que o vendedor consiga compreender o cenário de um cliente, entendendo sua jornada e reutilizando informações como apoio para suas vendas.

O bom vendedor deve ser capaz de contornar adversidades e atuar com as armas que têm, mas é preciso entender que o seu resultado é um jogo de muitas peças, que seu sucesso é parte do trabalho de toda uma equipe.

Se o apoio de uma boa equipe que ajude a atrair interessados, qualificar leads e preparar clientes para o momento da venda, o trabalho do vendedor será muito mais difícil. Sem uma boa estrutura, é praticamente impossível transmitir credibilidade e garantir a integridade da do processo vendas.

O apoio tecnológico vem para conectar todos os pontos, fornecendo agilidade, consistência e inteligência ao processo. Ferramentas como o Moskit CRM possuem um Dashboard inteligente, relatórios detalhados e integração com diversas ferramentas de comunicação, centralizando todas as informações num único ponto. Se você ainda não conhece o Moskit CRM, clique aqui e faça um teste grátis.

alt