Para quem cansou de enrolar e perder o gás

Para quem cansou de enrolar e perder o gás

Todo mundo que tem um despertador em casa sabe muito bem que negociar com ele é prerrogativa certa para perder o horário. Quando ele toca, não tem muito o que fazer a não ser acordar. Se perdemos o timing, já era, estaremos condenados a retornar ao sono profundo.

Na vida de um vendedor ou de um gestor a coisa não é diferente. Já cansei de ouvir pessoas relatando que sentem-se como se estivessem dormindo para o mercado. Sabem que a mudança é necessária, e que já deu o prazo de validade para viver procrastinando, mas continuam vivendo aquela realidade sonolenta pelo simples status quo.

Já reparou que quanto mais ficamos preocupados com o despertador durante a noite menos tempo conseguimos dormir? É porque quanto mais queremos dormir rápido, menos sono vamos ter.

Podemos fazer uma comparação com a realidade comercial. Quando mais você se preocupa com a expansão da sua realidade comercial, menos parece que tem cabeça para trabalhar corretamente.

No entanto, não acordar ou não viver a realidade, já é permanecer dormindo.

Seria ótimo se tivesse também um grande despertador que soasse de tal modo que acordássemos toda nossa realidade comercial para essa dormência em que vivemos. Quando procrastinamos os diversos “sonecas”, acordamos tarde demais.

Não existe prioridade no plural

Foi essa frase que ouvi certa vez de um amigo. Ele me dizia que por mais que fizéssemos uma lista de “prioridades”, na maioria das vezes, só conseguimos fazer uma coisa por vez.

Quando se trata de tarefas, temos que canalizar nossos recursos e energias para fazer algo bem feito, para então, só depois passar para outras. "Prioridades, no plural, já é falta de foco", me dizia ele. Organização de afazeres é a melhor forma de produzir mais.

O pulo do gato na gestão é que saber qual é a importância de algo em nossa realidade, pode ser fundamental para aprendermos a usar nossos recursos e energias de maneira mais proveitosa.

Ser um vendedor é fazer realmente muitas tarefas em nosso dia-dia. Algumas delas realmente são importantes, outras, não tem a menor relevância. É isso que precisamos aprender a separar.

As coisas importantes geralmente são aqueles que nunca podem desmoronar. E as outras, servem somente para esgotar nossos recursos, mas geralmente essas segundas são as que mais tem ocupado nosso tempo.

Por isso, devemos nos perguntar: Qual a importância das coisas para a gente hoje?

Não espere a crise chegar para agir

Não precisa chegar a uma situação limite dentro da nossa gestão para entender que precisamos mudar.

Como aproveitar melhor seus recursos? Para mim, ser capaz de entender melhor como gasta seu tempo e seus recursos te ajudará a fazer melhores planos e a determinar metas que façam mais sentido.

A vida cotidiana de um vendedor tem uma grande quantidade de oscilações e situações diversas. Daí, a minha insistência em te fazer entender a importância de saber como usar seu tempo e seus recursos.

Para entender o impacto dessa verdade, comecei a notar que o que atrapalha mais o vendedor é uma obviedade singular, que de tão óbvia, acabamos não nos importando: Todo vendedor sabe que usa mal seu tempo e o recurso.

Diante disso, a pergunta correta seria: O que estamos fazendo com a maior parte dos nossos recursos? Quanto foi o tempo perdido com coisas não tão importantes? Vender mais pode significar apenas responder essas perguntas.

Costumo dizer para meus amigos que os homens mais ricos do mundo são aqueles que tem o privilégio de organizar seus recursos e tempo de maneira proveitosa. Isso é, para o vendedor, a das coisas mais importantes que ele deveria pensar.

Não seja mais dependente do soneca. É hora de acordar. Se você acha esse papo bobeira demais, sinto em lhe informar que continuar dormindo não é a melhor opção.
Talvez, seja hora de render-se a tecnologia para entender melhor como está usando seus recursos e aproveitar melhor seu tempo e seus recursos.