Pare de fazer textão e vá bater meta

Pare de fazer textão e vá bater meta

Eu admiro uma boa discussão virtual.

Gosto mesmo. Acho que podemos observar bem de perto os medos e frustrações da maior parte das pessoas quando acabam seus argumentos e começam os ataques. Para quem assiste tudo de fora, é mais interessante ainda aprender observando a troca de objeções e questionamentos.

Mas a gente precisa saber quando nossos argumentos acabaram. Quando a festa já ficou chata e até mesmo os espectadores já não aguentam mais ataques vazios e posturas infantis.

Por mais que textões acalorados sejam interessante e tenham seu benefício, tanto para expressar um posicionamento quanto para alcance de marketing, não podemos deixar que prejudiquem o que realmente importa.

Olhando para dentro de casa

Sempre que pensar em insistir num conflito online, olhe para dentro de casa.

O esforço gasto na briga vai te ajudar no resultado final do seu negócio? Como estão seus números? Como estão suas metas?

É fácil engajar em discussões secundárias e gastar horas produtivas do dia tentando sair por cima num debate, mas acabar esquecendo que as vendas não estão fechando, a curva de crescimento está negativa e os cancelamentos não param de chegar.

Por mais que todos tenhamos nossas emoções e ego, é preciso dar um passo para trás e pensar de forma mais objetiva. Meus números me dão o privilégio de deixar meu trabalho de lado e ficar discutindo na internet?

Se a resposta for sim, é só seguir em frente. Mas se os números não estiverem sustentando seu discurso, tenho uma péssima notícia para você:

Você só está perdendo tempo.

Como vencer qualquer debate

As pessoas tendem a olhar muito para o que é dito e pouco para o que é feito.

Suas ações falam tão alto que não consigo ouvir o que você diz

– Ralph Waldo Eemerson

Quer ganhar uma discussão? Bata metas, aumente sua receita, triplique o tamanho da sua empresa.

Deixe que os resultados falem mais alto do que longas linhas de texto e uma série de argumentos que já não fazem mais sentido para ninguém. É quando estamos com raiva que nossa racionalidade escorre pelo ralo e começamos a causar prejuízos a nossa própria imagem.

Quer provar que alguém está errado?

Coloque sua marca estampada na próxima pesquisa de mercado.

Caso contrário, é muita conversa para pouco resultado.

O importante é o que importa

A vida é recheada de distrações. Do menino de vendas deixando o Spinner dele cair no chão de madeira, até um telefonema no meio da tarde pedindo para levar o cachorro no pet shop, o mundo está sempre tentando nos desviar do que realmente importa.

Na vida profissional não é muito diferente. Podemos definir nossas prioridades primárias de acordo com nossos objetivos, mas no momento em que desviamos o foco para pontos irrelevantes e que não colaboram com o resultado, é hora de parar e refletir.

Como um negócio, não importa ter um nome forte para sua marca, não importa se o logo é descolado ou as cores do site são incríveis. A única coisa que importa é receita. Todos os outros elementos podem ser incrivelmente úteis, mas apenas quando os resultados são efetivados.

Daqui 2 ou 5 anos, quando os esforços estiverem esgotados e os recursos para investir já não existirem mais, um logo bonito e um nome de impacto só vai tornar sua história de fracasso mais emocionante.

Diariamente vemos pessoas engajando com textões e tentativas de demonstrar uma opinião sobre algo, investindo tempo em parecer mais inteligente, mais importante ou bem sucedido. Basta abrir o LinkedIn e descer a timeline, tenho certeza que você vai conseguir encontrar um exemplo.

Mas aqui, na vida real, nem toda perfumaria do mundo importa quando os números não acompanham.