Pare de passar vergonha na internet

Pare de passar vergonha na internet

Quem acompanha portais de notícias, sites informativos ou até mesmo o Linkedin está familiarizado com o problema: os comentários mostram que as pessoas não sabem ler e interpretar o conteúdo do que está escrito.

Por isso resolvi criar um pequeno guia prático para interpretação de textos na internet. Apesar do tom de brincadeira, a ideia é traçar um olhar mais crítico sobre os erros de interpretação que acabamos cometendo.

Pode não parecer, mas muita gente inteligente vem deslizando nesse tipo de bobagem.

Ler é mais importante do que parece

Este é o primeiro e mais difícil ponto de todo este texto. Pode parecer que estou sendo irônico, e eu gostaria que fosse apenas piada, de verdade. Mas existe um problema muito sério na internet: ninguém lê nada do que está escrito.

Em meu texto relatando os 21 dias que fiquei sem reclamar, recebi mais de 200 mensagens dizendo:

Mas a gente tem que reclamar, não podemos ser conformistas!

Eu entendo a motivação de alguém escrever essa mensagem num texto sobre reclamação onde o ponto central é que reclamar pode nos fazer mal. O problema é quando no texto existe um trecho endereçando exatamente essa observação:O objetivo de ficar sem reclmar não é - em hipótese alguma - tornar-se mais passivo em relação aos problemas da vida, mas o total oposto, direcionando o foco para formas de comunicação e ações que realmente solucionem as dificuldades.

Se as pessoas que se anteciparam ao título tivessem lido o conteúdo, certamente teriam entendido qual era o objetivo.

Recentemente recebi um email gigantesco, com mais de 1000 palavras, contestando a ideia de um outro texto. Uma hora depois a mesma pessoa reenviou outro email pedindo para desconsiderar a mensagem anterior. Disse que terminou de ler o texto estava tudo explicado por lá.

Estou usando meus textos como exemplo, mas o problema é maior que isso, acontece o tempo todo com praticamente qualquer site.

Quase todos os dias amigos enviam artigos em que acham o conteúdo absurdo, mas quando leio o material, descubro que o ponto que estão criticando está amplamente explicado no texto. Eles simplesmente não leram até o final.

Se você quer assumir uma posição sobre qualquer assunto, é importante ler cuidadosamente o que está sendo dito. Sem essas bobagens de leitura dinâmica.

Leia cada palavra.

Pense sobre o que está sendo dito e aí sim, compartilhe se fizer sentido.

Nossa língua é muito complicada e uma simples vírgula, uma construção diferente ou um simples “não” que passou despercebido podem mudar totalmente o significado da mensagem.

Leitura dinâmica é furada

Levei anos para descobrir o conceito de leitura crítica. Não é algo que aprendemos na escola ou que seja estimulado ao longo da vida.

Pelo contrário, conforme a idade vai passando somos levados a acreditar que temos pouco tempo para tudo. Descobrimos a leitura dinâmica, audiobooks e podcasts com resumos de livros, um prato cheio para consumir no cotidiano acelerado.

A consequência disso são adultos que leem informações superficialmente e acabam perdendo o costume de absorver textos mais complexos.

**Infelizmente essa noção de “consumir conteúdo” prejudica diretamente nossa compreensão de conceitos mais profundos. **Por mais que a ideia de ler vários livros com rapidez, otimizar suas horas e aumentar a lista anual de leitura seja muito tentadora, a ciência traz uma notícia ruim:

Não existe leitura dinâmica sem prejudicar a compreensão do assunto.

Leitura crítica para iniciantes

Leitura crítica é um processo que envolve treino, mas existem alguns passos que você pode seguir para se assegurar que sua compreensão do texto será a melhor possível.

Aqui está um pouco do método que acabo usando sempre que leio algo novo:

Antes de ler

  1. Evite saber quem é o autor: todos carregamos preconceitos, ter algo contra o autor pode prejudicar a interpretação.
  2. **Leia o título, os tópicos e alguns trechos: **fazer uma leitura preliminar sobre os assuntos que o texto vai abordar nos ajuda a encontrar o objetivo do texto, facilitando a compreensão quando de fato estivermos lendo.

Enquanto lê o texto

  1. Procure o ponto central do texto
  2. Os exemplos apresentados são bons? Quais seriam outros exemplos?
  3. Das ideias apresentadas, ficou algo de fora?
  4. O autor apresenta uma boa base teórica para sustentar suas afirmações?
  5. Eu concordo com o autor? Por que?

Depois de ler

1. Contextualize o cenário

Agora que já leu tudo, é possível que tenha um monte de impressões sobre o conteúdo.

Algumas das percepções que tiramos de um texto são verdadeiras, outra são apenas resultado de crenças preestabelecidas que já trouxemos conosco, construídas antes mesmo de realizar a leitura.

Por isso é importante contextualizar o que está sendo dito, remover o seu histórico pessoal do cenário e entender o que o autor tinha em mente quando escreveu.

Faz uns anos escrevi um texto criticando a cultura exagerada de treinamentos físicos, cada vez mais presente nas academias de musculação. **O público alvo do texto compreendeu claramente a mensagem **que eu estava tentando transmitir. Mas aqueles que gostam de fazer exercício e levar tudo até o extremo da falha física, não entenderam que minha comunicação não era para eles.

O texto não dizia que quem gosta e vive bem assim está errado, apenas apontava que as pessoas que não gostam dessa cultura não precisam aderir ao modelo apenas para manutenção da saúde.

Ao consumir algum conteúdo, entenda o contexto e observe com quem o texto está se comunicando.

3. Assuma o melhor

Existem alguns conceitos do mundo dos debates que podemos trazer para vida cotidiana, um delas é um princípio de honestidade que não apenas evita conflitos, mas nos ajuda a compreender o real sentido das informações.

Uma das formas mas claras de distorção de contexto é apontar uma frase ambígua afirmando que a sua interpretação pessoal é a que melhor encaixa na narrativa, ignorando uma suposta intenção do autor.

O Princípio da Caridade é uma abordagem de compreensão utilizada na filosofia e na retórica, instituindo a ideia de **sempre aplicar a melhor interpretação possível ao que foi dito. **

De uma forma simples, precisamos tentar entender o que o autor QUIS DIZER ao invés de levar no literal o que foi dito.

Sabemos que distorções podem existir, mas tentar aplicar a melhor interpretação – em termos de intenção – possível é uma ferramenta importante para a compreensão do texto.

É claro que outros pontos são importantes na jornada por uma leitura mais crítica e uma interpretação de texto apurada, mas estes pontos com certeza podem ajudar muita gente.

Ter a capacidade de ler com rigor e extrair informações vai além da internet e da caixa de comentários, é uma habilidade que pode servir como diferencial na vida profissional e acelerar muito a curva de aprendizado em novos desafios, permitindo que o leitor consiga extrair mais detalhes e informações de uma peça escrita.