Um papo sério sobre a ansiedade do vendedor

Um papo sério sobre a ansiedade do vendedor

Apesar de não ser literalmente um vendedor, eu acabo conversando com muitas pessoas da área comercial por onde passo. Além disso, sou  filho de dois vendedores e isso me fez experimentar e ver muito desta rotina de metas, medos e a corrida para fechar negócios.

Descobri que a maioria dos vendedores precisam assumir que tem um nível de ansiedade muito alto e que durante o dia-dia de vendas, esta condição acaba prejudicando seu desempenho no trabalho. Não é legal quando a ansiedade é o que te move.

Precisamos falar sobre como isso te atrapalha

Por alguma razão, a ansiedade é vista com bons olhos pelo comercial. Além disso, já ouvi até palestrantes assumirem de palco que alimentar uma ansiedade por vendas é o segredo para alcançar um faturamento alto. Bobagem! Muitos não conseguem lidar com este universo mental que a ansiedade provoca, mas não assumem que não conseguem mudar esta realidade.

Nos últimos dias, fiz um exercício de conversar com alguns amigos que vivem nesta pressão constante de vendedor, e o que me disseram me deixou bastante preocupado com a saúde mental dos vendedores.

O primeiro amigo que conversei me confessou que** basta um cliente demorar para responder um e-mail ou retornar uma ligação que ele começa a imaginar que a venda certa foi por água abaixo.** Contou-me de uma vez que que depois de receber um feedback negativo de um cliente, chegou a pensar em desistir da carreira comercial. Bastava algo sair dos seus planos que logo sua cabeça começa a entrar em parafuso.

O outro amigo disse que sua ansiedade o levou a pensar por muitas vezes que alguns clientes simplesmente não iam com sua cara e que não gostavam do jeito que a gente atendia. Imaginou também que não sabia vender da maneira certa, e quando foi investigar, descobriu que na realidade o cliente apenas não tinha entendido direito o que detalhes sobre o produto.

Fiquei sabendo também da história de pessoas que começam suas carreiras em vendas e **até hoje tremem diante de clientes importante, **seja ao enviar propostas ou fazer uma visita simples. Isso tudo porque a ansiedade o controla completamente.

Em alguns casos, vendedores podem criar uma mentalidade que coloca a prova suas capacidade para exercer aquela função. Acabam tornando-se pessoas que vivem paralisadas simplesmente por nutrir uma ideia de inadequação que ela mesmo construiu em sua mente, fruto de uma ansiedade incontrolável.

** Ninguém está isento da ansiedade**

A ansiedade pode atingir até mesmo aquelas vendas mais simples. Lembro que um parceiro de trabalho que tive – que, por incrível que pareça é um experiente vendedor – me contou que atingiu certa vez um quadro de ansiedade tão grave que mal conseguia marcar uma reunião sem pensar em cada detalhe dela.

Mesmo aquelas que pareciam ser apenas mais uma reunião tranquila o tirava paz. Ele fica pensando em tudo que podia dar errado, no tanto que ele precisa corresponder às expectativas dos clientes e começava a suar frio de maneira descontrolada.

Na época, eu o recomendei a procurar um médico, mas ele se recusava porque assumia que era “experiente demais para ter esses ataques de iniciante”. Dias depois, me confessou que não consegue dormir quando sente que pode perder vendas. Isso realmente o afetava de maneira verdadeira e ele estava cego.

Tive um chefe que ao terminar o dia, ao invés de aproveitar o tempo livre com a lazer e família, tinha orgulho de assumir que era tão ansioso que começa a pensar no dia seguinte durante o descanso em casa.

Estes são casos de pessoas que tornaram-se tão competitivas que não conseguem mais assumir uma derrota para si mesmo diante da ansiedade. Essa nossa cultura de não cuidar da ansiedade vai nos matar se não aprendermos a lidar com nossos limites e sermos humildes para procurar ajuda enquanto há tempo.

Quando minha ansiedade está me prejudicando?

Quando o ansioso está em situações de tensão, começa a imaginar o pior cenário possível sem muito esforço. Não estou falando de programar-se para possíveis contingências, mas realmente** alimentar uma paranoia de que tudo sempre vai dar errado.**

Você pode ser vítima da sua mente ansiosa, quando o cliente diz que não pode atendê-lo e isso começa a perturbá-lo silenciosamente. De repente, se pega criando possibilidade para situações que não existem ainda. Quando não importa qual seja a desculpa do cliente para não fechar um negócio, você começa a imaginar que a culpa é sua e tenta involuntariamente se convencer de que não é bom no que faz. É justamente aí que a auto sabotagem ganha força e começa a fluir em nossa cabeça.

O vendedor ansioso acredita mesmo que os colegas, os clientes, os amigos e até o mercado em que atua estão contra ele. Faz suposições que, se algo ruim pode acontecer, com certeza vai acontecer. Quando a ansiedade faz ele perder de vista a sua percepção clara da realidade.

A ansiedade não mina só o atendimento, mas também a capacidade de prospectar. O vendedor ansioso, às vezes, sente como se algumas pessoas estivessem apenas sendo educadas, mesmo que esteja interessado em seus produtos. Ser ansioso faz com que percamos a noção do que concreto. A noção de que todos sempre o julgam faz com que tenha muita dificuldade de negociar.

**Quando dúvidas constantes atingem a autoestima, afetam a percepção das nossas capacidades, omitem as habilidades conquistadas na experiência, e diminuem o poder de comunicação gerando dúvida consigo o tempo todo, é hora de procurar ajuda. **

A ansiedade não nos permite receber elogios sinceros, sem nos fazer acreditar que estão puxando nosso saco, não nos faz aceitar quando alguém diz que estamos indo bem, não nos deixar atingir resultados pontuais. A ansiedade vai consumindo nossa mente e se não aprendermos a lidar com ela, teremos a mente treinada apenas para ver um milhão de falhas e defeitos ao invés de crescermos.

A ansiedade não é brincadeira e vai lhe impedir de crescer, de aprender a lidar com problemas, de enfrentar suas dificuldades, de ter vontade de levantar da cama para trabalhar, de sentir prazer no que faz todo dia, de avançar nos seus relacionamentos profissionais e pessoais, de alcançar aquilo que realmente enxerga como recompensa. A ansiedade não vai lhe fazer apenas vender menos, mas vai lhe transformar em um ser humano doente.** Por isso, ou você domina sua ansiedade ou ela vai lhe dominar.**

Não tenha medo de procurar ajuda. Ninguém precisa ser um super-herói.** Não tenha medo de assumindo sua fraqueza, tornar-se forte o suficiente para cuidar de si.**