Vender é resolver problemas alheios

Vender é resolver problemas alheios

Você está de férias. A família inteira está dentro do carro e vocês estão na estrada em direção à praia para, enfim, ter uns dias de descanso.

As crianças estão no banco de trás todas empolgadas falando sobre o tão esperado encontro com o mar. Você também não vê a hora de botar o isopor na areia, abrir um guarda-sol e comer um daqueles petiscos dos ambulantes junto com uma cerveja no ponto certo.

Inesperadamente, algo parece sair errado. Você precisa parar no acostamento porque um dos pneus acaba de furar no meio da estrada. Este parece ser um problema simples, quando voce abre o porta-malas, seu estepe está murcho.

É, todo mundo enfrenta perrengues ocasionais. Existem dificuldades que não podemos fugir na vida. Há contingências que não podemos controlar.

Agora, imagine que neste mesmo cenário, você está desesperado, quando visualiza um borracharia a poucos metros? Este estabelecimento será a sua solução imediata para a viagem prosseguir com tranquilidade.

A história é apenas para ilustrar que, diante de dores reais de clintes, nós podemos aproveitar para ser o remédio principal.

Ofereça uma mãozinha real

Normalmente, a prática de vendas está focada em oferecer preço competitivo, em tentar empurrar produtos e serviços através de argumentação ou de força de convencimento, mas raramente um vendedor é capaz de identificar a necessidade de um cliente e apresentar uma solução real.

Qualquer negócio pode ser uma resposta para uma demanda de clientes. Seja uma academia, um restaurante, uma padaria, um sebo ou até mesmo uma consultoria em negócios digitais para dentistas. Não importa abrangência, nem a especificidade, há sempre alguém na outra ponta a fim de resolver alguma pendência.

Para vender mais é fundamental detectar este ponto na realidade dos clientes. Quando estamos falando do universo de negócios entre empresas, alguns desses problemas são mais corriqueiros e podem realmente ser uma dor de cabeça.

Pense no faturamento do seu cliente

Naturalmente, questões ligadas ao faturamento são as que mais tiram o sono dos clientes, e mesmo que você não venda uma solução direta, é possível criar uma comunicação que aponte uma ligação entre seu produto/serviço e a receita.

Tanto diretores como gestores, estão acostumados com análises numéricas para entender melhor a saúde financeira da sua empresa. Se você for capaz de traçar e demonstrar para o cliente como exatamente será o impacto do que vende diretamente na realidade financeira da empresa, há sem dúvida uma predisposição maior em fechar mais contratos e vender mais.

Entenda o contexto financeiro do seu cliente

Invista tempo estudando a realidade financeira do setor do seu cliente, entendendo do contexto de mercado em que ele está inserido e apresentando dados importante para que ele possa realmente compreender as vantagens de maneiras clara.

A dica mais fundamental é gerar este panorama sem tentar fazer disso uma peça de marketing por si só, converse realmente de maneira realista com ele, dê medidas consistentes e reais que ele pode tomar e terá o seu respeito conquistado.

Investigue o que tem impedido o resultado satisfatório dele

Diante de um panorama concreto e honesto, comece a visualizar a percepção de satisfação do seu cliente. Para muitos gestores, as vezes um detalhe pode o fazer entender que é realmente importante o ter como parceiro na corrida por metas e objetivos.

Seja capaz de trazer para ele um pré diagnóstico analítico que demonstra claramente a ele as razões que ocasionam um não cumprimento dos resultados esperados, e além disso, também ofereça possíveis soluções em que ele possa visualizar um caminho no fim do túnel.

Claro, reforçando sempre quais são os seus pontos mais importantes em detrimento de outros do mercado. Se isso não tiver, claro ainda, faça uma lista comparativa.

Importe-se com o atendimento personalizado

Conheci um empreendedor que tinha muita dificuldade de lidar com atendimento em determinadas empresas de tecnologia. Ele até achava o produto razoavelmente bom, entendia a necessidade dele, mas sempre reclamava da espero no atendimento e do tratamento ruim que recebia dos vendedores. Sim, o atendimento bem feito pode ser uma das maiores dores dos clientes.

Muitos clientes realmente só precisam sentir-se seguros e bem atendidos para realizar um fechamento. Mesmo que ele não entenda por completo como exatamente seu produto o auxilia, ele com certeza vai avaliar seu atendimento para considerar a adesão ou não. Sempre falamos muito sobre atendimento aqui.

Mostre a ele a consequência de não tomar uma atitude

Seja sempre incisivo quanto a sensação de perda caso ele não tome uma atitude frente à oferta.

No exemplo que dei no primeiro parágrafo fica claro a ele que sem pneu ele não poderá chegar ao destino, no entanto, é importante também lembrá-lo de coisas que ele ainda não percebeu como: a tristeza que os filhos terão por não conseguirem chegar a praia, a falta de paciência que tirará a paz da sua família… sempre há valores que claramente você pode fazê-lo pensar.

Vender é sim mostrar a uma pessoa que ela pode estar perdendo mais não aceitando a oferta do que simplesmente tentar convencer de que você é o melhor vendedor, de que sua empresa é a melhor do mercado ou que seu produto é realmente especial.

Trabalhar com vendas é sempre cuidar das dores de um cliente. Todo mundo gosta da ideia de felicidade, de tranquilidade, de ter uma preocupação aliviada, de sentir-se realizados e satisfeitos com nossas vidas.

O que seu produto ou serviço tem que oferecer é justamente ser um óasis no meido do deserto. Você tem que demosntrar como você pode ajudar seu cliente.

Aqui no Moskit, a gente sempre posiciona-se como uma ferramenta que traz resultados em inteligencia comercial e maturidade em processo de vendas.