6 dicas para vender em menos tempo

6 dicas para vender em menos tempo

Vender é o que mantém as empresas vivas no mercado e hoje, com tanta competitividade em todos os segmentos, é preciso ganhar o cliente antes que a concorrência o faça. Por isso não é mais aceitável demorar para fazer uma negociação – é preciso agir rápido, mas sempre respeitando o limite do cliente.

Hoje, então, trouxemos 6 dicas para vender em menos tempo e garantir que suas vendas não parem de crescer. Confira!

1-  Tenha um controle sério de atividades

O vendedor tem que estar sempre atento à demanda que tem e aos compromissos agendados para trazer o retorno esperado. A falta de atenção ou descuido na questão de controle do que precisa fazer, e do que já foi feito, durante as negociações pode deixar escapar um follow-up que fidelizaria o potencial cliente ou até levar ao descarte uma venda que já estava engatilhada mas foi perdida por sair da cabeça do comprador devido a falta de contato frequente. Marcar com o cliente e se comprometer sempre com uma nova data para prosseguir as negociações é primordial para potencializar sua conversão, além disso, é recomendado ter registrado o andamento das atividades em alguma ferramenta de fácil acesso, para otimizar o gasto de tempo com cada uma delas.

2-  Qualifique bem os contatos

Antes de empurrar um produto ou serviço a quem quer que seja é preciso entender se ele é o perfil de interesse que você busca e ainda se é ele que tem o poder de decisão de compra. É comum que, por falta de uma boa qualificação, que é feita com as perguntas certas, gaste-se energia desnecessariamente. É muito importante filtrar o seu público e entender se quem te aborda ou está sendo abordado pode vir a converter em compra. Considere também a busca da melhor forma de contato com o cliente. Analise na massa de contatos recebida, o comportamento e rotina do potencial comprador, com o intuito de perceber qual a melhor forma e ainda o melhor momento para fazer esse contato. Muitas vezes, o perfil pode estar dentro do esperado mas o potencial cliente não está no momento da compra, ele precisa de mais tempo pra pensar e essa energia poderia ser gasta com um outro contato que já está mais ‘pronto’ para fazê-la.

3- Mantenha o histórico do seu atendimento

Para potencializar sua capacidade de venda, dispense usar os minutos de conversa com coisas que já gastaram tempo. Não dá pra toda vez que tiver uma conexão com o cliente, fazer as mesmas perguntas para identificar quem é aquele comprador.  Por isso é preciso evitar ao máximo o hábito de contatar sem ter certeza se há realmente algo em negociação, o que está sendo negociado e em que momento da negociação estão. O começo da conversa não deve ser uma reintrodução do assunto e sim uma continuação. Queremos ir pra frente, avançar a cada encontro com o clientes e para isso um histórico,  onde todos os passos ficam registrados e você pode consultar antes de uma conversa, ligação ou reunião facilitará, e muito, o dia a dia. O histórico também ajuda a deixar claro qual é o objetivo de cada conversa.

Você pode fazer isso por meio de um software CRM, como o Moskit, que possibilita o acompanhamento da venda com todo histórico dos atendimentos.

4- Conheça o seu produto

Nada mais essencial do que dominar e entender o produto para despertar o interesse do comprador. Busque o maior número de informações, usos e curiosidades do que você está oferecendo para criar mais credibilidade na sua fala e no que você oferece. A proatividade para responder questões sobre o produto ou serviço que está a venda é outra característica que trará grandes benefícios durante as negociações. Liste a cada reunião, assuntos e dúvidas dos clientes para pesquisar e consultar, e trazer soluções na próxima conversas e procure também adiantar possíveis questões. Quando a venda já está em um estágio avançado e há certa complexidade no produto, como no caso de produtos de tecnologia, é interessante ter durante o contato a presença de alguém especializado que possa responder com rapidez os questionamentos do comprador.

Além disso, é importante que toda sua equipe entenda bem o que está vendendo. Entendendo essa importância, já trouxemos um material falando sobre o assunto.

5- Defina bem o processo de vendas

Trace cada passo que deve ser tomado no processo de vendas para encaminhá-los com mais rapidez. Tenha em mente – e também registrado –  cada momento da fase da jornada do cliente. Defina quais ações serão tomadas em que momento da conversa. Por exemplo, no primeiro contato faça a qualificação do cliente, buscando enxergar as necessidades dele e a compatibilidade com o que é oferecido. Em um segundo momento apresente uma proposta/orçamento e depois encaminhe para o fechamento.  Após finalizar a venda busque ainda um feedback para otimizar as próximas negociações.

6 – Saiba fazer um bom marketing

Deixamos esse ponto por último mas ele não é o menos importante.

Para que seu cliente chegue mais pronto para a compra e consequentemente diminua o tempo do ciclo que ele passa desde que chega até fechar um negócio de fato é preciso que ele seja educado para isso.

Por isso é importante usar o marketing para te auxiliar nessa missão de diminuir o tempo do ciclo de vendas  e fazer isso por meio de materiais específicos para seu público, para nutri-lo em cada etapa do Funil de Vendas. Você pode conferir como fazer um bom trabalho de marketing neste texto. 

O que achou das sugestões que trouxemos? Conhece alguma outra tática para vender mais rápido? Conte pra gente!