Se você foca mais nas redes sociais do que no trabalho, esse texto é pra você

Se você foca mais nas redes sociais do que no trabalho, esse texto é pra você

Para gerar um bom rendimento e contribuir positivamente com a empresa, precisamos seguir um cronograma e nos atentar as atividades a fim de potencializar nosso tempo.

Entretanto com o passar do tempo a rotina se torna cansativa e a exaustão toma conta. O que antes era prioridade começa ser protelado em decorrer do desgaste.

Começamos a cultivar pequenas manias que aos poucos se tornam hábitos. E em decorrência destes nos inserimos em uma bolha de procrastinação que parece não ter fim.

A procrastinação é um mecanismo que nossa mente cria, ela age de forma ativa para que adiamos a tomada de decisões ou afazeres em troca de um pequeno momentos de prazer, acompanhado por um longo período de culpa.

Esse mecanismo faz com que nossas escolhas sempre estejam pautadas no caminho mais rápido e fácil para concluir uma atividade.

Mesmo ainda sendo vista por boa parte da população como uma manifestação de preguiça ou falta de vontade, muitos profissionais da área de psicologia enxergam essa condição como um sofrimento proveniente da ansiedade.

Dados apontam que pelo menos 20% da população mundial adulta é diretamente afetada pela procrastinação, e esses dados podem crescer expressivamente, já que ela se encontra em uma crescente contínua.

Comportamentos como estes estão a cada dia se tornando mais comuns, visto que nossa rotina está mais corrida e esgotante, e esses pequenos momentos de “liberdade” são viciantes.

Se não tratado esse vício impacta diretamente no rendimento profissional.

Procrastinação no setor de vendas e seu impacto

Chegar e olhar uma agenda cheia de clientes pode ser desanimador, ainda mais se ela estiver repleta com reuniões, apresentações, ligações e afazeres no cotidiano do vendedor. A tendência é que as atividades mais rápidas sejam tomadas como prioridades.

Mas seguir esse caminho por si só é uma forma de procrastinação.

As atividades precisam ser definidas de acordo com a prioridade de fechamento e não de tempo.

Por exemplo, uma ligação para o cliente que está prestes a fechar tem prioridade elevada do que um e-mail para o cliente em estado de maturação.

Outro comportamento que leva a procrastinação é o desvio de foco das atividades.

Durante o dia a dia temos inúmeras atividades para realizar, não somos robôs e precisamos dar uma pausa durante elas para recuperar o foco e descansar por alguns instantes.

Entretanto essas pequenas pausas como já citado podem se tornar “viciantes”, se transformando e fazendo com o que antes era uma parada de 5 minutos se tornar 1 hora.

Isso vem se tornando cada dia mais comum, principalmente no contexto atual onde a internet se tornou um um ponto de refúgio e fuga da rotina, já que é um canal de fácil acesso e resposta instantânea.

O vendedor que faz contato constante com o cliente via redes sociais precisa tomar o dobro de cuidado, pois uma pesquisa realizada pelo instituto Kantar levantou que ao menos 84% dos entrevistados enxergam as redes como uma forma de lazer e diversão. Desta forma, quando se trabalha por elas existe a necessidade de traçar um limite entre o profissional e o pessoal.

Criar esse limite pode ser difícil, mas sem dúvidas é necessário.

O impacto desses momentos não atrapalham somente as vendas, eles são extremamente prejudiciais para a saúde mental.

Uma empresa que deseja se manter em atividade precisa que o setor de vendas trabalhe a todo vapor, já que praticamente toda a renda é proveniente dele.

Logo quando se trabalha com vendas qualquer desvio de foco pode fazer com que clientes e oportunidades sejam desperdiçados, se uma dessas situações ocorrer é certo que o rendimento será afetado.

E por mais “inocentes” que esses desvios possam ser, o resultado pode perdurar a curto, médio e longo prazo.

A procrastinação é um comportamento que pode ser copiado. Sendo assim todo cuidado é pouco, pois além do prejuízo econômico ela pode:

  • Bagunçar o processo de vendas.
  • Criar uma imagem negativa sobre a empresa.
  • Deixar negociações inacabadas.
  • Desestruturar setor de vendas.
  • Espalhar o comportamento por toda a empresa.

Formas de reverter

Justamente por ser manias que se tornam hábitos, a procrastinação pode ser evitada se tratada da raiz.

Alguns exercícios de respiração podem ser um bom começo, já que como citado anteriormente a procrastinação é proveniente da ansiedade.

Esses exercícios podem ser feitos todos os dias antes do começo da rotina de trabalho, nada muito extenso, um exercício de 5 á 10 minutos já vai ajudar a liberar um pouco da ansiedade e fazer com que as atividades do dia a dia ocorram com uma maior fluidez.

Uma agenda definida de acordo com as prioridades também colabora para um melhor rendimento desde que elas não se tornem atividades estressantes.

Mas sem dúvida a melhor forma de vencer a procrastinação é tratar a ansiedade e estresse, já que ambos são as principais causas da manifestação da mesma.

Desta forma um acompanhamento profissional é indispensável.

O CRM que não te causa estresse

Um bom começo para se livrar de todo estresse e ansiedade é contratar um CRM que te ajude e seja seu maior aliado.

O Moskit CRM possui diversas funções pensadas justamente na rapidez e acessibilidade do cliente, e ainda conta com um atendimento de excelência, evitando quaisquer dor de cabeça.

Comece hoje mesmo o seu teste gratuito no Moskit CRM.