As principais diferenças entre inside sales e field sales

Talita Bernardes

por Talita Bernardes

O mundo das vendas mudou muito nos últimos anos, e embora a maioria das empresas ainda continuem adeptas do field sales, os avanços na tecnologia possibilitaram que uma modalidade de vendas se tornasse popular: o inside sales.

Ambas formas de vendas são extremamente eficazes e agregam o resultado desejado pelas empresas, entretanto nem todas são recomendadas para todo tipo de empresa.

Sendo assim é importante conhecer as principais diferenças entre field sales e inside sales para entender qual se encaixa melhor às suas necessidades.

Preparamos um post falando um pouco sobre cada modalidade de vendas, suas principais vantagens e diferenças entre si.

Inside sales: o que é e principais benefícios

Inside sales, ou, vendas internas, é o processo de venda remota que a empresa estabelece com o cliente. Os vendedores internos usam telefonemas, e-mails e outros canais digitais para alcançar novos clientes em potencial.

Eles também podem receber mais leads gerados pelo marketing por inbound, dependendo da estrutura da empresa.

Algumas das vantagens desse modelo é:

  • Resposta mais rápida para leads: o inside sales permite que as repostas para possíveis leads seja realizada de maneira mais rápida, visto que tudo o que a equipe precisa fazer é um telefonema ou enviar um e-mail para estabelecer contato.
  • Redução de custos: a operação de inside sales é bem mais econômica do que a de field sales, uma vez que muitas vezes o que a equipe de vendas precisa são computadores e telefones para negociar com o cliente, reduzindo o custo de viagens, encontros e locomoção.
  • Maior produtividade: justamente por ser mais dinâmica, o inside sales consegue possibilitar que o vendedor faça mais vendas, visto que o tempo dele está totalmente voltado para clientes, e não viagens e encontros.
  • Mais fácil montar uma equipe: é mais fácil encontrar profissionais de vendas dispostos a trabalhar com inside sales do que com outros modelos de vendas, já que o inside pode ser feito, muitas vezes, de maneira remota.
  • Processo mais segmentado: o inside sales tende a ter uma segmentação maior, isto é, a equipe é composta por diversos profissionais que desempenham funções distintas, possibilitando que cada um deles foque em suas atividades.

Field sales: o que é e principais benefícios

Field sales, ou, vendas externas, pode ser compreendida como a venda de campo, isto é quando o vendedor vai até ao encontro do cliente, não se restringindo a empresa.

O field sales não passa muito tempo no escritório, ele está em constante movimento, seja viajando para se encontrar com leads, ou em almoços/reuniões.

Esse modelo de vendas é mais tradicional do que o anterior, sendo assim é comum encontrar muitas empresas que ainda o utilizam.

Algumas das vantagens do field sales são:

  • Fortalecimento do relacionamento com o cliente: por estar em contato diretamente com o consumidor, é provável que o relacionamento com ele se torne mais forte do que em outros modelos, visto que, existem muitas pessoas que só se sentem conectadas com um contato mais presencial.
  • Maiores chances de fechamento: o field sales trabalha com um tipo de vendas consultiva em que o vendedor passa um tempo com o cliente a fim de conhecer mais sobre, sendo assim ele consegue oferecer uma proposta bem mais de acordo com as necessidades do cliente, já que ele passou mais tempo com ele.
  • Vendas maiores: o field sales tende a proporcionar negócios maiores do que o inside sales.
  • Comissão: a comissão do field sales pode ser um diferencial para os vendedores, já que por trabalhar com negociações maiores, a comissão tende a ser maior.

Field sales x Inside sales: as principais diferenças

O inside sales e o field sales têm diferenças significativas, além, de claro, uma ser interna e outra externa.

Uma das maiores diferenças entre as duas é o orçamento, enquanto o inside sales tende a ter um custo de operação reduzido, o field gasta um pouco mais, visto que os gastos com viagens, reuniões e deslocamentos são constantes e precisam ser considerados.

Outra divergência é o ciclo de vendas, enquanto o de inside sales tende a ser mais rápido, o de field sales pode durar meses. Sem contar que esse processo no field sales não é tão segmentado, cabendo a um único vendedor fazer tudo, o que sem dúvidas afeta a produtividade do setor.

No entanto, os clientes de field que fecham negocio raramente cancelam após os primeiros meses,

E por mais diferentes que esse dois possam ser, isso não significa que é regra utilizar só um, os dois modelos podem ser utilizados em conjunto, visto que nem sempre a empresa precisa escolher vendas internas ou vendas externas.

Por exemplo, os vendedores de field não precisam necessariamente ficar o dia inteiro fora do escritório, eles podem fazer ligações e marcar compromissos no escritório durante a manhã e visitar os clientes de tarde.

O que todo vendedor precisa, seja ele field ou inside

Todo vendedor de inside sabe como que ter um CRM facilita sua vida, pois além de ajudar no acompanhamento das vendas, ele também permite o registro delas, se tornando um canal que dá todo o suporte necessário.

Se você ainda não conhece o Moskit CRM, e o que ele pode fazer por você, indicamos que realize um teste gratuito de 7 dias em nossa plataforma. Clique aqui para saber mais.

Compartilhe esse publicação

Compartilhar no twitter Twitter Compartilhar no facebook Facebook Compartilhar no Whatsapp Whatsapp
Também em Blog Moskit