Quando enviar e-mails para o cliente sem parecer invasivo?

Quando enviar e-mails para o cliente sem parecer invasivo?

O e-mail é uma das ferramentas mais utilizadas pelos vendedores. Por ser um instrumento prático e de fácil acesso, ele é uma excelente escolha para estabelecer ou manter contato com o cliente.

Só que apesar de todas as suas características, existem alguns comportamentos, como o excesso ou momento inapropriado, que podem fazer com o que poderia ser um facilitador, se torne um instrumento que afaste aquele consumidor.

De horários e dias inadequados, até mensagens que fogem do assunto principal, a utilização dessa ferramenta precisa ser bem pensada.

Pensando nas dificuldades que muitos vendedores têm em identificar o momento certo de enviar e-mails para o cliente, preparamos um post abordando alguns pontos que vão ajudá-lo na próxima vez que você precisar encaminhar um e-mail.

6 dicas que vão te ajudar a entender o melhor momento para enviar e-mails para seus clientes

1 - O horário é um dos pontos chaves

O seu e-mail pode estar perfeito, ter um título chamativo e um excelente conteúdo, mas se enviado no horário ou dia errados, eles podem passar batido pela caixa principal, além de claro, causar uma impressão errada.

Mensagens enviadas após o horário comercial, ou ao fim do dia são mais propensos de serem esquecidos e ignoradas. Sem contar que "interromper" o que é suposto ser o momento de lazer do cliente, pode fazer com que ele fique receoso e passe a descredibilizar os futuros contatos.

Analise bem o seu tipo de cliente alvo e tente entender quais os melhores horários para abordá-lo, não se esqueça que às vezes trabalhamos com fuso horário.

2 - Cliente apresentou dúvidas

O e-mail é muitas vezes utilizados como uma forma de manter a comunicação entre reuniões.

Se você identificou que nos últimos contatos o cliente apresente dúvidas, é um ótimo momento de enviar uma mensagem com algumas dicas e possíveis resoluções para as dificuldades dele.

Não se esqueça de tentar adaptar as respostas para a dor e realidade dele, dessa forma ele consegue se conectar ainda mais.

3 - Relembrar que a solução existe

Existem alguns clientes que já mostraram interesse no passado, mas, talvez, o momento não era propício, ou até mesmo ele pediu tempo para maturar melhor a ideia.

É importante enviar lembretes sobre a solução, pois ela irá solucionar alguma dor que ele tem e tocar na ferida o lembrará de que ela ainda não foi solucionada e que eventualmente ele precisará de algo que resolva isso, antes que o pior aconteça.

Essas mensagens despertam o interesse em resolver o quer que seja que esteja dificultando a vida desse cliente.

Sem contar é claro, que lembrá-los que você está lá é importante para avançar com negociações que estão paradas ou mornas.

4 - Primeiro contato

Sempre existem clientes que manifestam interesse em conhecer mais sobre a solução, seja por mensagens nas redes sociais, no site, ou até mesmo assinando o teste gratuito.

Eles muitas vezes já tem algumas informações, mas precisam de mais alguns dados para quem sabe avançar  e negociar com algum vendedor.

Entrar em contato apresentando a empresa, produto/serviço e quem você é, é um bom começo para que os próximos contatos conseguem fluir melhor e obter informações sobre ele.

5 - Marcar compromissos

O e-mail e visto por muitos como uma ferramenta mais formal, logo utilizá-la para marcar reuniões deixa tudo mais sério e oficial.

Sendo assim se caso você precise marcar reuniões com seus clientes tente localizá-los via e-mail.

6 - Follow up

Dificilmente o cliente vai fechar negócio após o primeiro contato, mas isso não quer dizer que tudo está perdido, ele apenas precisa de mais informações e tempo para processar melhor o que foi apresentado para ele .

Algo que pode ajudar muito e o envio de mensagens perguntando se ele tem dúvidas e deixando livre esse e outros canais para que ele entre em contato quando precisar.

Registre suas informações

Ter um registro dos contatos posteriores com o cliente te ajuda a entender o que já foi discutido e se e o melhor momento retomar, ou se ele ainda precisa de algum tempo para maturar a ideia.

Mas não só, ter uma ferramenta, como a Moskit CRM, também ajuda você a ter um panorama melhor de todas as suas negociações e de como elas estão se encaminhando.

O CRM faz muito mais do que isso, por fornecer dados e ajudar na organização dos processos internos, ele consegue colaborar para que ocorra um salto na produtividade e um aumento nas vendas.

Sem contar que por ser uma ferramenta SaaS ele pode ser acessado de diversos dispositivos, e até mesmo funções como o envio de e-mails podem ser realizados dentro dele, sem precisar desviar o foco ou atenção do atendimento ao cliente.

Que tal experimentar isso e muito mais? Clique aqui e comece agora mesmo um teste gratuito na Moskit CRM.