4 métricas para monitorar a produtividade do seu time de vendas

4 métricas para monitorar a produtividade do seu time de vendas

Produtividade é um assunto frequente aqui no blog do Moskit CRM. Para nós, garantir que nossos clientes sejam capazes de produzir o máximo de sua capacidade sem passar dificuldades é uma grande prioridade.

Alguns exemplos de artigos onde abordamos o tema, e que estão entre os mais acessados aqui no blog do Moskit CRM, são:

As sugestões oferecidas nos textos são importantes, podendo trazer resultados rápidos quando colocadas em prática.

Neste texto vamos voltar um pouco, não vamos falar sobre o aumento da produtividade em si, mas sobre quais pontos monitorar para verificar a produtividade e analisar se as estratégias estão funcionando.

Dois tipos de metas

É importante também separar metas passíveis de ação e metas abstratas, que não podem ser diretamente controladas.

A meta de vender 32,9% a mais que no período anterior pode parecer razoável, mas existe um problema. Ela não aponta as ações que devem ser tomadas para alcançar o resultado.

É uma meta muito abstrata.

No entanto, é possível observar as atividades que compõem esse objetivo maior e mensurá-las individualmente, tendo uma visão mais específica do que pode ser feito para conquistar o resultado.

É difícil saber o que fazer ao definir uma meta como "aumentar as vendas em 50%", podemos, nesse caso, apenas observar os números. No entanto, sabemos que para vender mais, um vendedor precisa fazer mais ligações.

Mensurando o número de ligações, ao invés de apenas o percentual de vendas, por exemplo, é possível ativamente apontar o que precisa ser feito para que a meta seja alcançada.

Se um vendedor faz 30 ligações por dia, e com o controle de atividades ele passa a realizar 50 ligações, é criado um controle de metas passíveis de ação e que pode influenciar diretamente no aumento das vendas.

Selecionamos algumas métricas importantes para serem mensuradas e que contribuem diretamente para ao aumento das vendas.

Ligações para clientes

O número de contatos com clientes é um fator que contribui diretamente para o resultado das vendas, sendo também um dos principais pontos de procrastinação dos vendedores.

É comum vendedores acabarem distraídos e demorando demais entre um cliente e o outro, não aproveitando o tempo disponível para realizar os contatos que poderiam.

Focar na comunicação direta com o cliente não apenas cria uma métrica de melhoria, como também aponta um incentivo para evitar distrações.

Emails enviados

O envio de emails é outra atividade muito comum para quem está no dia a dia de vendas, sendo a ferramenta ideal para realizar follow-ups, tirar dúvidas rápidas dos clientes e manter a lead caminhando pelo funil do seu CRM.

Mensurar a quantidade de emails enviados e assegurar que estão dentro da média esperada pelo processo de vendas pode garantir que nenhum cliente ficou sem resposta; uma das grandes queixas de clientes é ser esquecido por quem está fazendo a venda.

Enriquecimento das informações

Informação é tudo para o processo de vendas baseado no relacionamento com o cliente. Cada detalhe novo adicionado ajuda a entender quem é o cliente, suas necessidades, aspirações e melhorar ainda mais os resultados no futuro.

Desde as informações de cadastro, detalhes sobre a empresa, dados de redes sociais e relatos das atividades já concluídas com o cliente, tudo deve estar dentro do CRM para que não existam falhas no futuro. É importante lembrar sempre que se uma informação não está no CRM, ela deixou de existir.

Mensurar a produtividade da equipe de vendas com base na atualização dos dados que estão sendo inseridos no sistema é crucial para que a estratégia de CRM traga resultados concretos.

Negócios adicionados

Um ponto que não pode faltar, é claro, é a métrica de novos negócios adicionados.

O motor da venda são os negócios que estão inseridos no CRM, sendo uma das principais métricas que podem apontar que um negócio será convertido em venda no futuro.

É muito comum que este processo seja automatizado por ferramentas como o RD Station, mas é raro que novos negócios não precisem ser - pontualmente - adicionados pelo vendedor.

Todas as métricas definidas aqui são importantes, mas só fazem sentido quando são aplicadas em conjunto e com uma estratégia de ação clara para atuar em números que não estejam próximos aos ideais.

Para mensurar cada uma dessas métricas também é necessário um software de qualidade, e que já forneça todas essas informações como padrão do sistema, demonstrando de forma simplificada como anda a produtividade da equipe de vendas.

O Moskit é uma solução de CRM para vendas que prioriza a produtividade da equipe, trazendo informações completas para o gestor organizar a estratégia e tomar iniciativas na direção certa do sucesso.

Se você ainda não conhece o Moskit CRM, clique aqui para fazer um teste grátis.

alt