Quais ferramentas que todo vendedor de inside sales precisa ter

Quais ferramentas que todo vendedor de inside sales precisa ter

O inside sales é um excelente modelo de vendas e pode render diversos frutos quando executado da maneira correta, isto é com uma equipe, estrutura e ferramentas adequadas.

Nos posts anteriores falamos um pouco sobre o que é essa estratégia, como implementar na sua empresa e o que é necessário para isso. Hoje vamos discutir sobre as ferramentas que ajudam a dar suporte para o inside sales.

As vantagens de ter ferramentas como apoio no inside sales

O inside sales, ou vendas internas, é um modelo de venda que precisa ter ajuda de com alguns instrumentos para que sua execução seja 100% aproveitada.

Ao contar com o auxílio de ferramentas, é provável que aconteça a sistematização de algumas atividades internas. Esse processo colabora para a otimização de tarefas, promovendo uma maior produtividade para o setor.

Essa ação contribui para que ocorra um maior fluxo de vendas, e para que os vendedores possam focar mais em outras estratégias e ações. Sem contar que algumas ferramentas ajudam até na organização dos processos de negociação.

4 ferramentas que todo vendedor de inside sales precisa

Fluxograma de vendas

Temos a tendência a assumir que ferramentas são sistemas ou aparelhos automatizados, mas a verdade é que elas são um pouco mais complexas do que isso. Um bom exemplo disso são os fluxogramas.

Os fluxogramas de vendas são modelos e representações gráficas de processos, eles ajudam a delimitar fronteiras e visualizar tarefas. Através deles que é possível a identificação de problemas, propondo o que pode ser modificado.

Uma das vantagens do fluxograma é a sua fácil aplicação, ele se adapta a qualquer tipo de processo, o que é muito vantajoso também.

O fluxograma de vendas é composto por etapas. Dentro de cada etapa existem tarefas a serem cumpridas, sendo elas:

Identificação do lead > Qualificação do lead > Verificação de riscos > Negociação

Todo esse processo consegue compreender e atender as fases da negociação, promovendo aqueles benefícios já citados anteriormente.

Para quem tiver interesse em se aprofundar no assunto, recomendamos nossa postagem acerca do tema: Tudo o que você precisa saber sobre fluxograma de vendas

KPIs – Indicador-chave de performance

É preciso saber o que está ou não gerando resultados pois, a partir dessa percepção é que atitudes podem ser tomadas para reverter a situação e criar ações que vão mudar o jogo.

O KPIs é uma ferramenta que busca através da coleta de dados cruzar informações de forma qualitativa e apresentar um panorama atualizado sobre a performance da empresa.

Saiba mais: Como bancar o cientista maluco pode melhorar suas vendas

Essa técnica é muito interessante para o inside sales, já que ao trabalhar com indicadores humanos, a visão sobre o cliente se torna mais clara e a distância começa a não ser mais um fator tão limitante.

O indicador de performance também colabora para a aprimoração da análise do plano de negócios, comparação de resultados, conclusão sobre uma negociação, análise do comportamento dos clientes e na obtenção de informações,

Importante ressaltar, que apesar de ser uma excelente ferramenta, para a sua utilização é preciso um estudo prévio sobre o que se quer saber, a causa e como isso pode ser feito.

Script de vendas

Muitas pessoas acreditam que um roteiro de vendas é um texto que precisa ser seguido a risca, entretanto o script de vendas consiste em um guia que auxilia o vendedor a conduzir  as negociações. Isso porque nenhum cliente é igual ao outro, e o que pode funcionar com um, no outro pode ser ineficaz.

O script de vendas então pode ser definido como uma estratégia que ajuda a equipe de vendas se manter padronizada para uma maior obtenção de resultados, se tornando mais fácil se ajustar a expectativas daquele cliente.

Leia mais em: Como fazer um script de vendas que funcione

Ter essa ferramenta no inside sales colabora para que se descubra qual discurso funciona com os clientes, para que então ele seja aprimorado. Uma das vantagens dessa parceria é a potencializador do tempo do vendedor.

CRM – Customer Relationship Management

É unânime, todo vendedor, seja ele inside ou field, sabe a importância que um CRM tem no processo de vendas.

Você deve estar se perguntando o motivo, certo?

O CRM é um sistema que ajuda no gerenciamento das vendas, reunindo e distribuindo informações de maneira organizada para que o vendedor consiga ter um bom suporte.

Mas vai muito além do que isso, visto que é possível registrar e armazenar dados nessa ferramenta. O que se torna muito propício para quem trabalha com inside sales, pois possibilita que esse trabalho seja feito a distância, ou seja, sem precisar estar dentro da empresa.

Todas as informações ficam guardadas na nuvem, podendo ser acessadas a qualquer momento e de qualquer dispositivo.

Outro ponto muito importante é que por ser um software que busca organizar os dados, ele otimiza e padroniza as atividades. Essa ação promove um aumento na produtividade e consequentemente nas suas vendas.

Sem contar que através do CRM é possível que sejam exportados os dados necessários para realizar as estratégias anteriores, como o KPIs, Script de vendas e fluxograma de vendas. Sendo ele então uma porta de entrada para um processo bem mais estruturado.

Se você ainda não sabe qual CRM escolher e gostaria de testar na prática como que essa ferramenta funciona, indicamos que comece um teste grátis no Moskit CRM, clique aqui para saber mais.