Você consegue dizer como foi a performance da sua equipe nos últimos 15 dias? E hoje? Muitos profissionais não sabem nem por onde começar a pesquisar os dados para extrair esse tipo de informação.

Quem trabalha com vendas sabe a importância de realizar um acompanhamento diário e em tempo real dos seus negócios, e por isso acabam adotando o dashboard de vendas – ou como também é conhecido, painel de controle de vendas – dentro do processo comercial.

Essa ferramenta contribui para que informações importantes da rotina do time comercial sejam visualizadas de forma rápida e organizada, o que é exatamente o que profissionais de vendas precisam: praticidade e organização.

Para que a execução do dashboard de vendas dentro do setor comercial traga resultados, o ideal é que os itens e dados apresentados nele estejam de acordo com a necessidade do usuário, isto é, é necessário personalizar as informações segundo as demandas.

A primeira vista pode até parecer que adaptar e personalizar o seu dashboard de vendas é um bicho de sete cabeças, mas na verdade é tudo bem mais simples do que você imagina, e agrega milhares de benefícios para a rotina do time comercial.

Então se você não sabe como adaptar seu dashboard de vendas ou deseja conhecer um pouco mais sobre essa funcionalidade, não se preocupe, pois preparamos um post abordando os principais tópicos desse assunto, e um pequeno tutorial para te ajudar a personalizar o seu.

Veja a seguir:

  1. O que é dashboard de vendas?
  2. Tipos de dashboard de vendas
  3. Qual a importância e as vantagens do dashboard de vendas?
  4. Dashboard de vendas personalizado: como construir
  5. Conheça os dashboards de vendas personalizáveis do Moskit CRM

O que é dashboard de vendas?

Dashboard de vendas ou, em uma tradução literal do termo dashboard, painel de controle de vendas, como o próprio nome já sugere, é um painel que fornece ao usuário uma visualização rápida sobre o andamento das vendas e os principais indicadores do setor.

Embora os painéis possam conter informações sobre dados e relatórios periódicos, o ideal para os dashboards são as informações sobre o que está acontecendo em tempo real.

Ele pode fornecer aos gestores uma visão atualizada sobre o estado de suas vendas, permitindo que os gestores façam previsões de receita, análise de produtividade e identificação dos principais gargalos a serem otimizados.

Algumas métricas que devem conter em um controle de vendas são:

  • Informação sobre a produtividade da equipe (e-mails, ligações e reuniões)
  • Quantidade e valor de negócios ganhos
  • Meta por vendedor
  • Funil de vendas
  • Distribuição de negócios

Tipos de dashboard de vendas

Cada empresa deve organizar o seu dashboard de vendas de acordo com a necessidade, o usuário e da maneira com que entende ser melhor para administrar as vendas.

No entanto, existem 3 principais tipos de controle de vendas que geralmente são direcionados para diferentes tipos de perfis: os operacionais, analiticos e estrategicos.

1. Dashboard operacional: geralmente o mais utilizado por consultores de vendas, esse dashboard conta com atualização de métricas em tempo real, mostrando dados relacionados às vendas diárias. O foco do modelo operacional é passar ao usuário informações instantâneas sobre seu desempenho. Informações como clientes sem nenhum contato realizado, número de ligações realizadas, negócios parados a mais de X dias, são fundamentais em um dashboard operacional e auxilia diretamente na produtividade do vendedor ou da equipe analisada.

2. Dashboard analítico: esse tipo de dashboard é organizado para que seja possível a identificação de problemas. Os usuários desse tipo de controle devem ser capazes de interpretar os dados em um dashboard analítico, visto que eles serão essenciais para metrificar e entender o desempenho. Esse tipo de dashboard é mais recomendado para gestores e líderes, visto que são eles que tomam decisões com base nesses dados.

3. Dashboard estratégico: esse painel mede e acompanha o desempenho de acordo com os indicadores-chaves do processo de vendas vinculado a sua estratégia. Por exemplo, uma empresa que busca aumentar seu marketshare em uma região específica, vai adicionar no painel o número de negócios em andamento ou ganhos nessa região. Esse dashboard é recomendado para quem deseja alinhar as ações e estratégias.

Você não precisa se basear nesses três modelos, visto que o dashboard precisa ser algo construído de acordo com as necessidades e realidade da empresa. Muitas vezes o que você precisa é uma mistura dos três, logo é sim importante conhecer um pouco sobre cada um, mas eles não devem ser modelos a serem seguidos a risca.

Qual a importância e as vantagens do dashboard de vendas?

Quando estamos dirigindo, utilizamos o painel do carro para termos noções básicas sobre o funcionamento dele, se o combustível estiver acabando, por exemplo, o painel sinaliza que está na hora de abastecer, caso contrário o automóvel vai parar e ficaremos na rua.

A função do dashboard de vendas é bem semelhante, visto que ela fornece ao usuário um panorama da situação. Sendo assim, é importante ter uma funcionalidade que entrega os dados para acompanhamento do negócio de maneira visual.

Com o painel de vendas, sabemos exatamente o que está acontecendo com nossas vendas e entendemos o que está funcionando e o que não está funcionando.

Por exemplo, o controle de vendas pode mostrar exatamente quantos negócios foram perdidos nos últimos dias, quanto que foi ganho e quais negócios ainda tem chance de serem fechados.

Esses dados podem aparecer no seu painel de vendas, e sem dúvidas é uma grande ajuda ter esses dados otimizados e organizados de maneira visual, o que colabora muito para otimização e distribuição de tempo.

Quando organizamos o dashboard de acordo com as nossas necessidades, ganhamos tempo para investir em outras atividades que precisam de mais atenção.

Dashboard de vendas personalizado: como construir

Só o dashboard de vendas sozinho não faz milagre. Você pode ter um excelente modelo de dashboard de vendas, mas por não saber quais os dados apresentar ou a maneira correta de executá-lo, todo o seu esforço pode ser em vão.

O painel de vendas precisa apresentar com os itens certos, aqueles que vão te ajudar no dia-dia.

Colocar vários quadros repetitivos e com informações irrelevantes, só vai atrapalhar uma gestão prática e tornar o painel obsoleto. Tente se lembrar dos tipos de dashboard que podem ser construídos e procure encaixar suas necessidades a partir deles, pois assim você entenderá quais dados são importantes para construir o seu dashboard de vendas.

Quer um exemplo de um dashboard ineficiente para um gestor?

dashboard de vendas errado



Vários desses indicadores apresentados na imagem anterior passam informações que não são tão utilizadas por um gestor, como, por exemplo, número de clientes na base, número de negócios no funil, sem especificar se estão perdidos, ganhos ou em andamento.

No caso da gestão, é preciso construir um modelo de controle com informações que serão importantes para o trabalho dele, e que metrifiquem o desempenho da sua função.

Um dashboard funcional, pode ser entendido como um painel que colabora para que um vendedor acompanhe seus negócios e o gestor acompanhe seus consultores e dados do setor.

Como seria o dashboard funcional de um gestor?

O painel de um gestor, é aquele que contém informações relevantes e que todo gestor precisa ver e acompanhar diariamente, como o número diário de reuniões de cada consultor, um medidor indicando o acompanhamento das metas, número de vendas, de perdas, de atividades para hoje, etc.

dashboard de vendas correto

Você deve estar pensando que na imagem parece fácil, certo?

Se você ainda não sabe quais os passos tomar para construir um dashboard eficiente, não se preocupe, preparamos um pequeno passo a passo para você:

Passo 1 – Determine quais as métricas e indicadores serão acompanhados

O primeiro passo, e o que vai ditar como seu dashboard de vendas vai funcionar, é a determinação das métricas/indicadores que serão acompanhados. Mostramos nos exemplos acima que a escolha dos indicadores errados não agregam nenhum conhecimento ao usuário.

Para que os erros sejam minimizados, é legal se fazer algumas perguntas e com base nas respostas tentar entender quais dados você precisa estar acompanhando:

  • Tem métricas que são consideradas mais importantes do que outras? Se sim, quais são elas?
  • Quais as métricas são acompanhadas regularmente na empresa, equipe de vendas e em reuniões individuais?
  • Quais são seus principais indicadores de desempenho (KPIs)?
  • Como é construída a sua equipe comercial? Qual o papel de cada um deles?

Passo 2 – Defina como o dashboard será utilizado

A construção do dashboard de vendas é algo que varia muito de um profissional para outro, o gestor, por exemplo, não terá as mesmas necessidades do consultor de vendas. Por isso que na hora de construir o seu, é importante definir para que fim ele será utilizado.

Para que o objetivo seja central seja mantido, leve em consideração quem vai usar o dashboard, ou seja, é o gestor, é o consultor de vendas, é o executivo?

Quando for feito a definição de para quem aquele dashboard está sendo projetado, é necessário pensar em como eles usarão e a frequencia que isso acontecera. Será diariamente, semanalmente, ou mensalmente? E quais informações eles vão usar.

Passo 3 – Escolha o seu CRM ou servidor

O ideal é que o dashboard seja criado dentro do CRM, só que muitas pessoas ainda optam por utilizar ferramentas a parte.

Seja qual for a sua escolha, é importante pesar os prós e contras na hora da escolha, visto que a dashboard precisa de um sistema que dê suporte e possibilite a edição e adaptação das informações.

teste-moskit-crm

No mercado existem diversas ferramentas que apresentam apenas um modelo de dashboard de vendas, e como bem sabemos, para que os dados sejam úteis para o usuário, é necessário que exista a possibilidade de personalizar e adaptar de acordo com a necessidade.

O Moskit CRM, por exemplo, é uma dessas ferramentas que além de integrar diversas outras funções da venda, ainda disponibiliza para seu usuário um dashboard de vendas super adaptável e de fácil manipulação.

Passo 4 - Coloque os dados no seu dashboard

Se você utiliza um bom CRM, como o Moskit, essa etapa é feita de maneira automática, visto que todos os dados da negociação estarão armazenados dentro do CRM.

Tudo o que você vai precisar nesse caso é sincronizar seus dados e organizar seu dashboard da maneira com que foi planejado posteriormente.

Mas, caso sua equipe ainda não utilize CRM e sim planilhas, todos os dados referentes aos indicadores precisam estar dentro de planilhas para que o dashboard fique completo. Existem no mercado algumas planilhas que, apesar de bem limitadas, conseguem criar relatórios de forma automatizada quando dado o comando.

Conheça os dashboards de vendas personalizáveis do Moskit CRM

Com o avanço tecnológico, hoje conseguimos gerar um dashboard de vendas instantaneamente na área comercial para suprir necessidades e acompanhar os números em tempo real.

Com essa nova demanda, a equipe comercial pode ter controles  específicos para tipos diferentes de tarefas, não necessitando mais alterar a filtragem sempre que precisar ver uma informação nova.

Além disso, um gestor pode ter um painel diferente para cada visualização, seja de um acompanhamento individual para cada consultor, um para acompanhamento geral, um pessoal, e por aí vai, tudo isso com filtros também distintos.


Mas como criar ou configurar informações dentro do Moskit para que elas apareçam no dashboard?

É tudo muito simples!

O primeiro passo é encontrar em seu menu o botão de configurações:

Após encontrar as configurações, clique para ter acesso às opções de configurações e dentro dele encontre a opção de Dashboard:

configuracoes moskit

 

Após acessar a dashboard, você consegue alterar uma dashboard específica, criando novas funcionalidades para ela, ou até mesmo criar uma nova dashboard de vendas:

cadastro dashboard de vendas

 

Depois é utilizar os dados/informações que já tinham sido coletadas e colocá-las dentro da sua dashboard de vendas.

edicao dashboard de vendas

 

Se você quiser conhecer um pouco mais sobre cada funcionalidade do dashboard, indicamos nossa página de ajuda em que explicamos detalhamento mais sobre algumas das principais funcionalidades do seu dashboard de vendas. Veja mais em: Personalizando seus Dashboards.

Não há como negar, o dashboard de vendas hoje em dia é indispensável para os profissionais de vendas. Então se você ainda não tem uma ferramenta que pode te dar suporte para construir o seu dashboard de vendas, você precisa conhecer o Moskit CRM.

O Moskit CRM, além de contar com dashboard personalizáveis, da suporte ao usuário em todas as etapas da vendas, possibilitando ao vendedor ter mais tempo para focar nos seus clientes, e ao gestor a capacidade de gerenciar com mais precisão o seu setor. Não fique de fora da inovação, e comece agora mesmo um teste gratuito no Moskit CRM.